PROMOÇÃO REDE SKY

PROMOÇÃO REDE SKY
PARCERIA NOS EVENTOS

SEU FUTURO COMEÇA AQUI !

SEU FUTURO COMEÇA AQUI !
Aulas durante a semana e aos sábados!

TEMPO EM JATAÚBA - PE

quinta-feira, 14 de outubro de 2021

SOCIEDADE DO BEM FESTEJA: Seis bandidos que explodiram os caixas eletrônicos são mortos em confronto com a Polícia no Sertão da PB

Material apreendido com os suspeitos. (Foto: Divulgação/Polícia Civil).

 


Seis bandidos que participarem de assaltos a bancos morreram durante troca de tiros com a polícia nessa quarta-feira (13), nas cidades de Coremas e Patos, Sertão da Paraíba.

O primeiro confronto ocorreu em Coremas e segundo o delegado Victor Melo, da Delegacia de Repressão ao Crime Organizado (Draco), informou, que o grupo estava sendo investigado há cerca de três meses. Os agentes cercaram o imóvel onde os criminosos estavam e quando perceberam a presença dos policiais eles atiraram.


A polícia revidou e na troca de tiros quatro bandidos foram baleados. Eles chegaram a ser socorridos para o Hospital de Coremas, mas não resistiram aos ferimentos e morreram.

Os meliantes tinham envolvimento em ataques a bancos, roubos, homicídios e tráfico de drogas, segundo o delegado. Com eles foram encontradas várias armas.



CONTINUANDO:

Já na cidade de Patos, uma ação estava sendo realizada pela Delegacia de Repressão ao Crime Organizado em conjunto com as Polícias Federal, Civil e Militar e do Bope e as policiais estavam monitorando os bandidos das explosões aos bancos do município de Paulista durante a madrugada de ontem.

A dupla estava em um carro e durante a noite foi interceptada na saída da cidade pela polícia, mas não obedeceu a ordem de parada.

Uma perseguição teve início e os assaltantes atiraram contra os policiais. A PM revidou e os dois foram baleados.

Eles chegaram a ser socorridos para o Complexo Regional Hospitalar de Patos, mas não resistiram aos ferimentos e morreram.

Os bandidos estavam em um carro roubado e armados de fuzis, explosivos e munições.

Uma coletiva de imprensa será realizada nesta quinta-feira (14), na Central de Polícia Civil de Campina Grande, para maiores detalhes da ação.


De acordo com o delegado Victor Melo, a polícia encontrou o esconderijo do grupo após três meses de investigações.


INVESTIGAÇÃO

A investigação teve início há mais de três meses. Francimar da Silva Araújo, um dos homens mortos, tinha uma vasta ficha criminal, era preso do regime semiaberto e rompeu a tornozeleira eletrônica no dia 06 de outubro deste ano. A Polícia Civil obteve essa informação e passou a investigá-lo.

Nesses levantamentos, a Polícia Civil foi informada de que a quadrilha estava se preparando para um roubo de grandes proporções. No dia 08 de outubro, um veículo Tracker foi roubado na cidade de Aparecida, na região de Sousa, e no dia seguinte criminosos utilizando o mesmo carro tentaram executar duas pessoas – pai e filho – na cidade de Jericó, região de Catolé do Rocha. Uma das vítimas sobreviveu ao ataque e reconheceu Francimar como sendo um dos executores.

As investigações prosseguiram, e a Polícia Civil descobriu que o grupo estaria na cidade de Coremas, onde planejavam realizar um grande roubo.

Daí, nós intensificamos as investigações sobre esse grupo e visualizamos dois deles saindo de um carro para entrar em uma casa. Nossas equipes tentaram uma abordagem dentro dos procedimentos convencionais, mas foram surpreendidas com disparos efetuados pelos investigados, que correram para dentro do imóvel. Os policiais foram à captura dos assaltantes e revidaram os tiros de que ainda eram alvos, baleando os atiradores. Eles foram socorridos ao hospital, mas não resistiram”, disse o delegado Diego Beltrão.



TV DIÁRIO DO SERTÃO

Blog do Alberto Barbosa

Imagens: DRACO-PCPB

facebook.com/pcpboficial/

instagram.com/pcparaiba

twitter.com/pcpboficial

youtube.com/c/PoliciaCivilPB

Compartilhar:
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário