PROMOÇÃO REDE SKY

PROMOÇÃO REDE SKY
PARCERIA NOS EVENTOS

SEU FUTURO COMEÇA AQUI !

SEU FUTURO COMEÇA AQUI !
Aulas durante a semana e aos sábados!

TEMPO EM JATAÚBA - PE

terça-feira, 18 de maio de 2021

Prefeita de Jataúba participa de uma live onde governo discute medidas mais rígidas contra o aumento de casos da Covid-19 no Agreste de Pernambuco

 


Na tarde da última sexta-feira, 14 de maio, a prefeita de Jataúba Dar. Cátia Ribeiro, junto o secretário de saúde Adalmir Holanda, participaram de reunião, via videoconferência, na qual se fazem presentes o governador Paulo Câmara outras lideranças.

O governador Paulo Câmara reuniu mais de 50 prefeitos do Agreste na tarde desta sexta-feira (14) para avaliação do quadro preocupante da pandemia da Covid-19 nos municípios que fazem parte das regionais de saúde com sedes em Garanhuns e Caruaru. Participaram também do encontro o secretário estadual de saúde, dr. André Longo, o presidente da AMUPE, José Patriota e o Procurador-Geral do Estado, dr. Paulo Augusto. Nas últimas duas semanas, o número de solicitações de UTI subiram 44% nos municípios da 2ª Macrorregião de Saúde, que engloba a maior parte do Agreste.

Durante o encontro virtual, a gestora ficou atenta às novas medidas de prevenção a covid-19, colocadas em praticas entre o Governo do Estado e prefeitos da região agreste, o presidente da Associação Municipalista de Pernambuco (Amupe), e prefeitos que estão na linha de frente desse cenário preocupante da Covid-19.

“A aceleração da doença na 2ª Macrorregião tem nos preocupado. Casos e solicitações de leitos de UTI têm aumentado em um movimento diferente do restante do Estado. Conversamos com os prefeitos para deixá-los a par da situação e informar que o Gabinete de Enfrentamento está avaliando as medidas a serem tomadas, inclusive com a possibilidade de novas restrições”, detalhou Paulo Câmara na reunião, da qual participaram cerca de 90 gestores, entre prefeitos e secretários municipais de saúde.

O secretário de Saúde do Estado, André Longo, explicou que os índices de casos e solicitações de UTI são os primeiros a demonstrar oscilação quando há aceleração da doença. E que uma sequência de semanas de aumento só pode ser interrompida com um conjunto de ações. “Casos e demandas de UTI aparecem antes do aumento de óbitos. Estamos totalmente focados no detalhamento dos dados da 2ª Macro, para definir como vamos interromper essa nova aceleração”, pontuou.

André Longo frisou ainda que ações com efeitos a curto prazo são necessárias neste momento. “Um incremento da vacinação é o que todos queremos para o Estado inteiro, mas isso só traria efeitos mais de um mês adiante, porque os efeitos da imunização só são sentidos 15 dias depois de as pessoas tomarem a segunda dose da vacina. Estamos considerando ações mais imediatas”, concluiu o secretário.


Ascom Prefeitura Municipal de Jataúba
Compartilhar:
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário