PROMOÇÃO REDE SKY

PROMOÇÃO REDE SKY
PARCERIA NOS EVENTOS

SEU FUTURO COMEÇA AQUI !

SEU FUTURO COMEÇA AQUI !
Aulas durante a semana e aos sábados!

TEMPO EM JATAÚBA - PE

sexta-feira, 28 de maio de 2021

ÓTIMA IDEIA: Governador do Rio de Janeiro sanciona lei Henry Borel contra violência infantil

 

A mãe da criança, a professora Monique Medeiros, acompanhava essa relação turbulenta sem tomar qualquer tipo de atitude

Henry Borel agora é nome de lei no Rio de Janeiro. Ela, inclusive, já foi publicada no Diário Oficial do Estado após ter sido sancionada pelo governador Cláudio Castro. Basicamente, a lei diz o seguinte: a partir de agora, crimes hediondos contra crianças e adolescentes passam a ter prioridade máxima nas investigações da policia fluminense. O pequeno Henry Borel, de quatro anos, morreu em março deste ano após ser espancado pelo próprio padrasto — o vereador da cidade do Rio, Dr. Jairinho. O menino não tinha um bom relacionamento com ele, que era constantemente agressivo.

A mãe da criança, a professora Monique Medeiros, acompanhava essa relação turbulenta sem tomar qualquer tipo de atitude para proteger o filho. Por isso, ela, assim como Jairinho, protagonista do crime, segundo as investigações da polícia e do Ministério Público do Rio de Janeiro, também foi denunciada à Justiça fluminense por homicídio triplamente qualificado com direito a tortura por motivo torpe e sem direito de defesa da vítima. Os dois estão presos no sistema carcerário do Rio de Janeiro aguardando o julgamento, que deve ser levado ao Tribunal do Júri fluminense talvez ainda neste ano. Dr. Jairinho, provavelmente, será caçado pela Câmara Municipal do Rio por quebra de decoro parlamentar.

*Com informações do repórter Rodrigo Viga 


Jovem Pan

Compartilhar:
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário