1° LUGAR REFERÊNCIA EM PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA - CARIRI EM AÇÃO

1° LUGAR REFERÊNCIA EM PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA - CARIRI EM AÇÃO
OBRIGADO JATAÚBA!

CAMPEONATO JATAUBENSE DE FUTEBOL DE CAMPO

CAMPEONATO JATAUBENSE DE FUTEBOL DE CAMPO
Click na imagem e acompanhe todos os resultados

REDE FÁCIL CONSTRUÇÃO JATAÚBA

REDE FÁCIL CONSTRUÇÃO JATAÚBA

REDE SKY

REDE SKY
PARCERIA NOS EVENTOS

SEU FUTURO COMEÇA AQUI !

SEU FUTURO COMEÇA AQUI !
Aulas durante a semana e aos sábados!

TEMPO EM JATAÚBA - PE

segunda-feira, 9 de setembro de 2019

Mãe é acusada de matar a filha e de esconder o corpo em mala





A mulher foi denunciada pelo próprio pai da criança, que procurou policiais militares que estavam no bairro atendendo outra ocorrência. Ele contou que a mulher tinha matado sua filha, escondido o corpo e estaria tentando fugir. Sandra Maria foi presa em casa.
Sandra Maria Sergio Milfont, de 26 anos, foi presa na noite de quinta-feira (05/09) acusada de matar a própria filha, de apenas dois anos de idade. Ela teria batido na criança com violência e a vítima teve o pescoço quebrado. O caso aconteceu no bairro Cooperativa, em São Bernardo. A mulher ocultou o corpo da menina em uma mala de viagem e se preparava para fugir quando foi presa.
Mulher acusada de matar a própria filha de apenas dois anos foi presa em flagrante. (Foto: Divulgação PM)
A mãe informou que a criança derrubou mantimento dentro de casa e espancou a criança até a morte”, disse um policial que atendeu a ocorrência. Os policiais vasculharam a casa e encontraram o corpo da criança, envolto em um saco preto e acondicionado em uma mala, que estava na sala da residência. Sandra saiu do quarto e tentou convencer os policiais de que teria sido um acidente, mas os policiais não acreditaram na versão.
Na delegacia, o pai, um pedreiro de 56 anos, contou que a menina foi morta pela indiciada no último dia 03. Ele afirmou que a mulher ligou para ele, informando que havia batido demais na garota e ela teria morrido. O homem orientou-a a ligar para ambulância, mas a mulher não acionou o socorro.
Testemunhas afirmaram que a menina era constantemente agredida pela mulher. Diante dos fatos, o delegado Marlon Alves Guimarães Valões decretou a prisão em flagrante delito de Sandra por homicídio. O pedreiro pagou fiança e foi liberado. O caso foi registrado no 08° DP do município, que investiga o caso.

RD Repórter Diário
Compartilhar:
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário