1° LUGAR REFERÊNCIA EM PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA - CARIRI EM AÇÃO

1° LUGAR REFERÊNCIA EM PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA - CARIRI EM AÇÃO
OBRIGADO JATAÚBA!

CAMPEONATO JATAUBENSE DE FUTEBOL DE CAMPO

CAMPEONATO JATAUBENSE DE FUTEBOL DE CAMPO
Click na imagem e acompanhe todos os resultados

REDE FÁCIL CONSTRUÇÃO JATAÚBA

REDE FÁCIL CONSTRUÇÃO JATAÚBA

REDE SKY

REDE SKY
PARCERIA NOS EVENTOS

SEU FUTURO COMEÇA AQUI !

SEU FUTURO COMEÇA AQUI !
Aulas durante a semana e aos sábados!

TEMPO EM JATAÚBA - PE

quarta-feira, 5 de junho de 2019

Governo Bolsonaro começa a destravar ações importantes para o Brasil



Com cinco meses de governo, o presidente Jair Bolsonaro tem enfrentado uma situação bastante adversa no tocante às contas públicas, uma vez que o déficit primário estimado para 2019 em R$ 139 bilhões. As dificuldades de caixa do governo têm obrigado o presidente e seus ministros a realizarem contingenciamentos, como o da educação. Isso aconteceu porque os governos anteriores foram relapsos, e agora com a conta que chegou, não havia outro caminho senão cortar da própria carne.

Neste período, apesar de muita gente não enxergar, o governo Bolsonaro conseguiu imprimir uma série de ações que contribuirão para em um futuro breve retirar o país da crise, como a concessão de portos e aeroportos, rodovias, e redução de pelo menos 20 mil cargos comissionados. São medidas de austeridade e abertura do mercado para o investidor nacional e estrangeiro que darão mais competitividade ao país.


No tocante às fraudes da Previdência Social, a Medida Provisória aprovada esta semana trará aos cofres públicos uma economia de R$ 10 bilhões ao ano, dando o pontapé inicial para uma reforma que está em tramitação no Congresso Nacional que ajudará o governo a economizar recursos com a Previdência Social, sobrando dinheiro para investir em áreas prioritárias.



As diretrizes macroeconômicas do governo Bolsonaro estão bem alinhadas com um país que precisa urgentemente sair da crise, e se havia uma relação conflituosa com o Congresso Nacional, ao que parece, com a aprovação das Medidas Provisórias, esta relação tem melhorado a cada semana, e possivelmente dará a tranquilidade necessária ao governo para seguir adiante com as reformas que precisam ser executadas em prol do país.



Se em 2015, após ser reeleita, Dilma Rousseff foi acusada de praticar estelionato eleitoral por ter dito uma coisa na campanha e ter feito outra, o mesmo não se pode dizer do presidente Jair Bolsonaro, que está seguindo à risca tudo o que defendeu na campanha, respeitando os mais de 57 milhões de votos que lhe colocaram na presidência da República.



Edmar Lyra
Compartilhar:
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário