1° LUGAR REFERÊNCIA EM PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA - CARIRI EM AÇÃO

1° LUGAR REFERÊNCIA EM PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA - CARIRI EM AÇÃO
OBRIGADO JATAÚBA!

CAMPEONATO JATAUBENSE DE FUTEBOL DE CAMPO

CAMPEONATO JATAUBENSE DE FUTEBOL DE CAMPO
Click na imagem e acompanhe todos os resultados

REDE FÁCIL CONSTRUÇÃO JATAÚBA

REDE FÁCIL CONSTRUÇÃO JATAÚBA

REDE SKY

REDE SKY
PARCERIA NOS EVENTOS

SEU FUTURO COMEÇA AQUI !

SEU FUTURO COMEÇA AQUI !
Aulas durante a semana e aos sábados!

TEMPO EM JATAÚBA - PE

terça-feira, 28 de maio de 2019

Manaus tem mais 42 detentos mortos depois de 15 assassinados no domingo

Parentes de presos bloqueiam a entrada de uma prisão em Manaus (AM).

O governo do Amazonas confirmou que mais 42 detentos foram assassinados em quatro presídios de Manaus nesta segunda-feira (27). Elas ocorrem menos de 24 horas depois de outros 15 morrerem no Compaj (Complexo Penitenciário Anísio Jobim), neste domingo (26).
As mortes ocorreram no CDPM1 (Centro de Detenção Provisória Masculina 1), no Ipat (Instituto Penal Antônio Trindade), na UPP (Unidade Prisional do Puraquequara) e também no Compaj.
Em 2017, massacres e confrontos em série que mataram 126 detentos em prisões do Amazonas, Roraima e Rio Grande do Norte.
Até o momento, só em um dos casos desta segunda-feira a identidade da vítima foi confirmada. Fábio Queiroz Ferreira, 39, foi encontrado morto dentro da própria cela por agentes que o conduziriam para audiência no Fórum de Justiça. Ele cumpria pena por porte ilegal de arma de fogo e tráfico de drogas no CDPM1, na mesma estrada vicinal que dá acesso ao Compaj. Os nomes dos demais presos não foram divulgados.
Após as mortes, a governo estadual reforçou a segurança em todos os presídios do estado. O GIP, grupo ligado ao Batalhão de Choque da Polícia Militar, passou a revistar e recontar presos em todas as unidades prisionais. Segundo Secretaria de Estado de Administração Penitenciária do Amazonas, "a situação está controlada e todos os presos estão na tranca".
A secretaria informou ainda que medidas disciplinares semelhantes às adotadas no Compaj, onde as visitas foram suspensas, devem ser adotadas nas demais unidades onde foram registradas mortes. Um inquérito será instaurado para investigar as mortes dos detentos dentro dos presídios.
No domingo, os presos morreram asfixiados ou golpeados com "estoques", armas brancas artesanais improvisadas, no caso com escovas de dente.
Segundo o secretário de Segurança Pública do estado, Louismar Bonates, o motim começou durante o horário de visita de familiares e foi motivado por conflitos entre diferentes organizações criminosas.
"Houve um confronto entre dois grupos organizados de dentro do presídio, que têm conflitos e aproveitaram o momento da visita de familiares para fazer essa tomada", explicou Bonates, que negou que os visitantes tenham sido feitos reféns.
De acordo com o titular da pasta, no momento em que a confusão entre os presos começou, muitos familiares que estavam no presídio correram para a quadra e outros para os corredores, em uma tentativa de evitar o confronto com a polícia.
"Eles não fazem os familiares de escudo humano, o que acontece é que alguns familiares, nessa situação, preferem ficar no presídio para evitar a intervenção das forças de segurança, na tentativa de que eles consigam apaziguar os ânimos", disse.
O secretário relatou que o Grupo de Intervenção Penitenciária e a Tropa de Choque da Polícia Militar foram deslocados para o presídio e que a rebelião foi contida ainda no início da tarde deste domingo.
Para ele, o motim foi resultado de um racha interno das organizações criminosas, provocado por conflitos motivados por mudanças na administração do presídio.
"A atual administração está incentivando o sistema de trabalho para redução de pena e muitos presos vêm aderindo. Isso parece estar incomodando as lideranças e pode ser a causa desse conflito", justificou.
Em 2017, na mesma semana da rebelião no Compaj, mais quatro detentos foram assassinados durante um motim na Unidade Prisional de Puraquequara (UPP), também em Manaus, e, seis dias depois, uma nova rebelião, desta vez na Cadeia Pública Raimundo Vidal Pessoa, localizada no centro da capital amazonense, terminou com mais quatro mortos.
Naquele mesmo ano, a crise prisional se estendeu para outros estados. Quatro dias depois da chacina nas unidades prisionais do Amazonas, 33 presos foram assassinados no maior presídio de Roraima, a Penitenciária Agrícola de Monte Cristo.
Também no início de 2017, um motim deixou pelo menos 26 mortos, decapitados ou carbonizados, na penitenciária de Alcaçuz, em Nísia Floresta, a maior do Rio Grande do Norte.

Manaus - FolhaPress/TNH1
Compartilhar:

Força-Tarefa busca homicidas e feminicidas em todo o País


A Polícia Civil de 21 Estados e do Distrito Federal participam, nesta terça-feira, 28, da Operação Cronos II, que cumpre mandados de prisão contra autores de homicídio e feminicídio em todo País. Com as detenções, a Polícia espera impedir a prática de novos crimes.

As ações são coordenadas pelo Conselho Nacional de Chefes de Polícia Civil (CONCPC) e tem apoio do Ministério da Justiça e Segurança Pública, por meio da Secretaria de Operações Integradas (Seopi).

Segundo a Polícia Civil, o nome da operação, Cronos II, faz referência "à supressão do tempo de vida da vítima, reduzido pelo autor do crime". Na primeira fase da Operação, deflagrada em agosto de 2018, 2.627 adultos e 341 adolescentes foram detidos em 16 Estados e no Distrito Federal.

Dentre as prisões, 42 foram pela prática de feminicídio, 404 por homicídio e 289 por crimes relacionados à Lei Maria da Penha. Além disso, ocorrerem 640 autuações em flagrante por posse ou porte irregular de arma de fogo, tráfico de drogas e outros crimes; e 1.252 pessoas foram detidas em decorrência de mandados de prisão expedidos por outros delitos.

O monitoramento da operação Cronos II é realizado pelo Centro Integrado de Comando e Controle Nacional (CICCN) do Ministério da Justiça e Segurança Pública, em Brasília.


Agência Brasil
Compartilhar:

Guarda Municipal e Polícia Militar recuperam vários objetos roubados e veículos na zona rural de Jataúba-PE


Na noite deste domingo (26), a Guarda Civil Municipal e GT da Polícia Militar de Jataúba, recuperaram vários objetos roubados e dois veículos no Sítio Olho D'água, zona rural de Jataúba, no Agreste de Pernambuco.
Segundo informações repassadas para nossa equipe de reportagem, os GCM's e Policiais receberam as informações que havia uma movimentação de pessoas estranhas no referido sítio. De pronto os efetivos seguiram para o local e avistaram uma F-4000 de cor verde, e um veículo Onix de cor prata, coberto com uma lona, além de vários aparelhos de sons, notebook, computador, várias bolsas femininas, caixa de som automotiva, bicicleta, chapéus de palhas, garrafas térmicas dentre outros objetos.

Um casal em uma motocicleta Honda XRE 300cc, de cor azul, estavam chegando no sítio, quando avistaram a presença da polícia e empreenderam fuga, sendo realizado o acompanhamento tático pela Guarda e Polícia, porém atirou contra um dos guardas municipais, em seguida abandonaram a motocicleta e adentraram no matagal tomando destino ignorado.

Diante dos fatos, o material apreendido foi apresentado na Delegacia de Plantão de Santa Cruz do Capibaribe, onde ficaram a disposição do delegado plantonista.

Do: Blog Santa Cruz Mais-Ademilton Silva

Imagens: Polícia Militar/Guarda Civil de Jataúba-PE






























No local, foram encontrados restos de produtos queimados, inclusive placas de carros. 





Imagens: Guarda Civil de Jataúba - Polícia Militar
Blog do Alberto Barbosa
Compartilhar:

segunda-feira, 27 de maio de 2019

Vídeo mostra resgate em acidente aéreo que resultou na morte de Gabriel Diniz

Reprodução Redes Sociais
Um vídeo divulgado nas redes sociais mostrou o momento em que um dos corpos das vítimas, de um acidente aéreo que resultou na morte do cantor Gabriel Diniz, foi resgatado em Sergipe, nesta segunda-feira (27). Ainda não se sabe se o cadáver carregado pela equipe era do músico. 
Assista:
Amigos do cantor Gabriel Diniz estiveram em Estância e reconheceram o corpo do intérprete do hit "Jennifer". Muitos famosos lamentaram a morte do cantor. 

TNH1
Compartilhar:

Cantor Gabriel Diniz, morre em queda de avião no estado de Sergipe: Veja último show dele em Jataúba-PE

Fotos: Divulgação da Internet.

O cantor Gabriel Diniz, conhecido pelo hit "Jenifer", morreu nesta segunda-feira (27), aos 28 anos, na queda de um avião de pequeno porte no povoado Porto do Mato, em Estância, na região sul de Sergipe.

De acordo com a Polícia Militar, há três mortos. Inicialmente, o Grupamento Tático Aéreo (GTA) havia informado que eram quatro ocupantes na aeronave, que decolou de Salvador.

Amigos de Gabriel Diniz reconheceram o corpo do artista entre as vítimas. A assessoria de imprensa da produtora do artista confirmou que ele estava no avião. Também foi encontrado o passaporte do cantor perto do local do acidente. Na noite deste domingo (26), ele havia feito um show em Feira de Santana (BA).
O GTA sobrevoa o local do acidente, onde trabalham ainda equipes da PM e do Corpo de Bombeiros. Elas chegaram numa embarcação dos bombeiros, já que a área é de difícil acesso, de mangue e mata fechada.

A queda do avião vai ser investigada pelo CENIPA (Segundo Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos), com sede no Recife e que abrange o estado de Sergipe.

Segundo documentos achados no local do acidente ao lado do passaporte de Gabriel Diniz, a aeronave é um monomotor Piper prefixo PT-KLO, com capacidade para quatro lugares e registrado em nome do Aeroclube de Alagoas.

A aeronave, segundo o Registro Aeronáutico Brasileiro (RAB), da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), só pode ser usada para voos de instrução.

Aeronaves da categoria "Privada – Instrução" só podem ser usadas para instrução, adestramento de voo por aeroclubes, clubes ou escolas de aviação civil, segundo o Regulamento Brasileiro de Aviação Civil. Isso significa que não podem ser utilizadas para táxi aéreo, por exemplo.

Uma moradora da região do acidente disse que o avião passou por cima da casa dela e caiu em seguida. Foi ouvido um estrondo nas imediações.

Perfil de Gabriel Diniz

Gabriel Diniz canta em gravação do programa 'SóTocaTop', da TV Globo, no Rio de Janeiro, em julho de 2018 — Foto: Fábio Rocha/TV Globo

Gabriel Diniz tinha 28 anos e nasceu em Campo Grande (MS). Ele foi criado em João Pessoa (PB), onde morava, e teve uma banda com amigos da escola. GD, como era conhecido, era um astro do forró, mas transitava bem no sertanejo.

O estouro veio no segundo semestre do ano passado, com "Jenifer", o grande hit do último verão. A música divertida sobre uma mulher encontrada no Tinder foi a primeira de Diniz a chegar ao topos das paradas de todo o Brasil.

Os maiores sucessos anteriores dele eram "Paraquedas", com Jorge e Mateus (18 milhões de visualizações no YouTube) e "Acabou, acabou", com Wesley Safadão (62 milhões). Ele tinha empresários em comum com Safadão.

"Jenifer" foi escrita pelo grupo de compositores Big Jhows, originalmente para Gusttavo Lima. A interpretação de GD deu um tom mais leve e quase humorístico à letra.

Gabriel conseguiu comprar de Gusttavo a exclusividade de "Jenifer", pelo mesmo valor que ele tinha pago aos compositores (eles não revelam a quantia). Tudo de forma amigável.

"Desde 2015 eu vou para Goiânia atrás de compositores. Fui o primeiro cara que saiu do Nordeste nessa busca. Depois foi o pessoal todo pra Goiânia: Wesley, Xand, até Simone e Simaria. Abrimos esse espaço para músicos e compositores", explicou o cantor ao G1, no começo deste ano.

"Ninguém achou que ia ser esse sucesso. Nem o pessoal do meu escritório, nem meu empresário. O Wesley [Safadão] não acreditou, ninguém acreditou. Foi uma aposta minha, sozinho mesmo."

Com informações do G1


Gabriel Diniz, seria uma das atrações na Tradicional "Feira do Bode" que ocorre em Setembro, na cidade de Jataúba, Agreste pernambucano. Gabriel já foi atração na referida festa em 2014, e já estava cotado na programação e dividiria o palco com outra dupla, já contratada.





Alberto Barbosa
Compartilhar:

Bolsonaro libera microcrédito de até R$ 21 mil para empreendedores de baixa renda do Nordeste


Brasília-DF, 24/5/2019 - O Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE) receberá um aporte extra de R$ 4 bilhões para este ano. O anúncio foi feito nesta sexta-feira (24), durante reunião do Conselho Deliberativo (Condel) da Superintendência do Desenvolvimento da região - Sudene. O encontro contou com as participações do presidente da República, Jair Bolsonaro, e do ministro do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto.
Dessa maneira, o valor disponível para operações de crédito com apoio do FNE chega a R$ 27,7 bilhões em 2019. O Fundo é administrado pelo Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) e os recursos são concedidos pelo Banco do Nordeste (BNB).
Na reunião desta sexta-feira, realizada em Recife (PE), também ficou estabelecido que R$ 3 bilhões - do montante extra anunciado - serão destinados ao financiamento de projetos de infraestrutura no Nordeste. Eles somam-se aos R$ 8 bilhões já disponibilizados para este fim, chegando-se a um total de R$ 11 bilhões.
É importante destacar que esse crédito está disponível para setores diversos da economia e pode atender desde o pequeno agricultor familiar a grandes empreendimentos na região. Estamos falando, também, de obras de logística e de iniciativas para a geração de energia elétrica com fontes limpas, por exemplo. É um recurso que auxilia bastante o desenvolvimento do Nordeste”, destacou o ministro Gustavo Canuto.
Investimentos
O FNE é um dos três fundos constitucionais criados para implementar a política de desenvolvimento regional e reduzir as desigualdades entre as diferentes áreas do país - os outros são do Centro-Oeste (FCO) e do Norte (FNO). Os recursos são voltados, prioritariamente, à atividade de pequeno e médio porte, mas também atendem a grandes investidores. Para o setor rural, por exemplo, as taxas de juros são as mais baixas de mercado e contemplam agricultores familiares inseridos no Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf).
Em 2018, empreendedores e produtores de Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Sergipe, além das porções norte do Espírito Santo e de Minas Gerais, captaram R$ 32,6 bilhões via FNE, um aumento de 104% na comparação com o ano anterior.
Microcrédito
O outro R$ 1 bilhão do valor adicional anunciado destina-se a operações do Programa Nacional de Microcrédito Produtivo Orientado (PNMPO), que poderão ser realizadas via FNE. A ação é operacionalizada pelo BNB, por meio da linha Crediamigo, e vai atender clientes dos setores industrial, comercial e de prestação de serviços.
A linha de crédito pode ser usada para investimentos fixos e para capacitação de profissionais. A primeira opção é destinada à aquisição de máquinas e equipamentos, reformas e assistência técnica de instalações físicas e de equipamentos de tecnologia voltados à inovação do empreendimento. Já a segunda possibilita arcar com pagamentos de cursos capacitação, educação formal e/ou consultoria gerencial para o titular da empresa ou seus funcionários.
Para acessar o crédito, os interessados devem ser microempreendedores inscritos no Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ) e ter faturamento de até R$ 200 mil por ano - também vale para o Microempreendedor Individual (MEI). Para tanto, eles devem ter experiência mínima de três ciclos no Crediamigo (estando ativo ou evadido do programa há, no máximo, três meses), boa experiência creditícia, e capacidade de pagamento real apurada no último fluxo de caixa.
O limite para o crédito é R$ 21 mil por operação, enquanto o valor mínimo é de R$ 1 mil. O prazo para a quitação dos débitos é de dois a seis meses, com periodicidade mensal e sem carência para o início do pagamento.
Compartilhar:

Obesidade: Com 194 Kg, mulher volta a pedir ajudar aos monteirenses

Conceição vive dias difíceis, a situação se agravou, além do aumento no peso, hoje com 194 Kg, ela enfrenta outras dificuldades, como a falta de alimentos e pomadas que são utilizadas em ferimentos provocados pela retenção de líquido.
“Minha situação é muito difícil, vivo só, caio muito, dependo dos outros, durante a noite é complicado”.
Com PARAÍBA DA GENTE
Confira a entrevista:
Compartilhar:

Deputado Moacir Rodrigues defende interligação de Bacias dos Açudes no Cariri

O deputado Moacir Rodrigues (PSL), irmão do prefeito campinense, vem questionando e defendendo na Assembleia Legislativa da Paraíba, a mudança no projeto de transposição do Rio São Francisco, com a distribuição de águas de Monteiro para os açudes de Sumé, Congo e Taperoá.
Segundo o parlamentar, esta distribuição, além de perenizar os rios na região, também vai aumentar a quantidade hídrica nestes mananciais. “Em Sumé, por exemplo, o próprio prefeito da cidade, Éden Duarte, vem defendendo a irrigação do perímetro irrigado do Dnocs e essa medida não diminui o volume de água que chega aos açudes de Porções e Camalaú”, explicou.

Moacir informou ao Cariri em Ação que vem lutando em defesa desta mudança e acredita que se for executada, a região do Cariri terá dias melhores. Ele destacou que que já solicitou ao presidente da AESA, Porfírio Loureiro, a elaboração de EVTEA para Interligação de Bacias dos Açudes de São José em Monteiro e o Açude de Taperoá, assim, recebendo água da Transposição para toda a população.
O deputado explicou que para garantir a viabilidade do projeto, será necessário realizar o Estudo de Viabilidade Técnica, Econômica e Ambiental – EVTEA, partindo da Bacia do Açude São José, em Monteiro, seguindo seu traçado ou possível caminho para a Bacia do Açude de Taperoá que tem como papel fundamental, reunir informações obtidas em pesquisas de campo, coleta de dado, e avaliações, além do diagnóstico de problemas e definição das melhores soluções para viabilizar o projeto.
O Cariri Paraibano vem sofrendo constantemente com a crise hídrica, este é um dos fatores que contribui para a diminuição do desenvolvimento econômico da região. A interligação das bacias será de extrema importância para a população dessas localidades, pois além de dar a ela o bem maior, que é o acesso a água, auxiliará na retomada do crescimento econômico, gerando melhoraria a qualidade de vida dos seus habitantes”, justificou.

Com Informações: Blog Cariri em Ação


Vale salientar, que a Transposição, está desligada desde o último dia 11 de março. O Ministério do Desenvolvimento Regional, desligou as bombas da EBV-6 em Sertânia-PE, E, o Rio Paraíba, está morto novamente, uma total falta de respeito com a população ribeirinha, que perdeu suas plantações. Outrora, a AESA e CAGEPA, enviaram cerca de mais de 20 ofícios ao referido Ministério, até o momento, não obteve respostas. 
De todos os deputados federais paraibanos, apenas a deputada Edna Henrique, cobrou do MDR, que as bombas fossem religadas. Já o deputado Julian Lemos (PSL) sequer respondeu os três emails enviados por nós(Blog do Alberto Barbosa) sobre seu posicionamento com a Transposição parada, em Monteiro(inclusive, com fotos e vídeos), causando um enorme prejuízo a população ribeirinha, no Rio Paraíba. Um dia... Talvez sua equipinha, responda. Ou ele mesmo, faça o pedido ao Ministro do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto, que não está nem aí para a população que depende da Transposição.  UM FALTA DE RESPEITO!   SÓ VALORIZAM O DINHEIRO PÚBLICO NO BOLSO

Alberto Barbosa
Compartilhar:

PB: Veículo que transportava jogadores de futebol pega fogo na BR-412


Uma van que transportava os jogadores do time do Bota Fogo da Malhada da Roça, distrito do município de São João do Cariri, foi incendiada na volta de um jogo do sitio Lucas, zona rural do mesmo município.
Segundo informações apuradas pela reportagem, a van apresentou problemas técnicos ao chegar as margens da BR-412, o motorista, dono do veículo Aderaldo, desceu para fazer os reparos, e o veículo começou a pegar fogo.
O caso aconteceu por volta de 18h30 da noite deste domingo (26). Os jogadores ao verem as chamas, saíram rapidamente, e o incidente não deixou nenhum ferido.




Com Informações: Hora1 PB - Paraíba Mix
Compartilhar:

Casa de pastor evangélico é atingida por disparos de arma de fogo na noite deste domingo, no Brejo da Madre de Deus-PE



Pelo menos dois disparos de arma de fogo foram ouvidos por volta das 23h30, da noite deste domingo,  (26), no bairro dos Marajás no Brejo da Madre de Deus, Agreste do Estado. Os disparos foram ouvidos por pessoas da vizinhança.

Segundo informações extra-oficias colhidas pela equipe do Blog Divulga Brejo, os disparos foram na residencia de um pastor evangélico que não teve seu nome divulgado. O mesmo também não foi atingido. Os disparos teriam saído de um carro vermelho, de placa e modelo não informados.

A Polícia Militar foi acionada e encontrou vestígios de arma de fogo na residência, e orientou a vítima a procurar a Delegacia de Polícia Civil para prestar queixa. Ainda não se sabe o que motivou o crime. A polícia vai investigar o caso. 


Blog  Divulga Brejo
Compartilhar:

COLISÃO ENTRE CAMINHÃO, CARRO E CARRETA DEIXA TRÊS MORTOS NA BR-423, EM GARANHUNS. AS VÍTIMAS ERAM DE ALAGOAS E ESTAVAM INDO PARA TORITAMA-PE









Um grave acidente entre um caminhão, uma carreta e um Chevrolet Onix, placas QLJ-2026, deixou três pessoas da mesma família mortas na manhã deste sábado (25), no Km 86, da rodovia BR-423, no trevo de acesso ao distrito de São Pedro, na zona rural de Garanhuns, no Agreste de Pernambuco.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, um caminhão que não foi identificado, pois o motorista se evadiu do local, bateu na traseira do Onix, quando este reduziu a velocidade para passar numa lombada eletrônica e jogou ele para a faixa contrária, provocando a colisão frontal com a carreta que estava carregada de peças automotivas.


Os ocupantes do Onix foram identificados como, Yuri Lucas Monteiro Eudócio, de 23 anos, a mãe dele Sheyla Patrícia Monteiro da Rocha Eudócio, de 41 anos e Kaliny Emanuelly Monteiro da Costa, de 32 anos, sobrinha de Sheyla e prima de Yuri que era o condutor do veículo. A Sheyla e a Kaliny eram advogadas e também possuíam comercio na cidade onde moravam, Belém, no Agreste de Alagoas e estavam indo a cidade de Toritama para fazer compras de confecções para revenderem nos seus comércios. O Yuri era estudante de direito.

Com o impacto da batida o veículo ficou parcialmente destruído e as vítimas presas as ferragens, o motorista da carreta não sofreu ferimentos, permaneceu no local, prestou esclarecimentos e realizou o teste do bafômetro que acusou que ele não havia feito a ingestão de bebida alcoólica.

Os corpos das vítimas foram liberados na tarde deste sábado, e velados na creche municipal Sebastiana Ferreira em Belém que fica próxima da cidade Palmeira dos Índios



Com Informações:  Alagoas 24h - Agreste em Alerta - Blog do Adielson Galvão
Compartilhar:
←  Anterior Proxima  → Inicio