Promoção Magazine Luiza e Você

VESTIBULAR - INSCRIÇÕES ABERTAS

VESTIBULAR  - INSCRIÇÕES ABERTAS
FACULDADE DO CARIRI

PREVINA-SE!

PREVINA-SE!
NOSSO BLOG APOIA ESSA CAUSA

GRANDE FEIRÃO REDE FÁCIL CONSTRUÇÃO JATAÚBA

GRANDE FEIRÃO REDE FÁCIL CONSTRUÇÃO JATAÚBA
PROMOÇÃO FEIRÃO

REDE SKY

REDE SKY
PARCERIA NOS EVENTOS

SEU FUTURO COMEÇA AQUI !

SEU FUTURO COMEÇA AQUI !
Aulas durante a semana e aos sábados!

TEMPO EM JATAÚBA - PE

sexta-feira, 3 de agosto de 2018

Candidatura de Marília Arraes é vetada em votação do Diretório Nacional do PT


O recurso apresentado quanto a Pernambuco foi indeferido por 57 a 29 votos.


A candidatura da vereadora Marília Arraes ao governo de Pernambuco foi vetada em votação realizada nesta sexta-feira (3) pelo Diretório Nacional do PTPor 59 a 28 votos, foi mantida a Resolução da Executiva Nacional que, nesta semana, aprovou a tática eleitoral de alianças com o PSB e com o PCdoB. Também foi indeferido o recurso apresentado quanto a Pernambuco por 57 a 29 votos.
Entenda mais sobre o caso:

Na última quarta (1º), a presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann, teria informado a Marília Arraes que ela não seria mais candidata ao Governo de Pernambuco. A decisão foi tomada após reunião do Grupo de Trabalho Eleitoral (GTE), na terça-feira (31), em Brasília. O PT decidiu aceitar a proposta de apoio do PSB em 11 estados. 

Também na quarta, em vídeo que circulou pelas redes sociais, a petista alegou que era falsa a afirmação de que a executiva nacional do PT teria vetado a sua candidatura. "Este é mais um grande ataque especulativo para desmobilizar a nossa militância", disparou. Ela também disse que não desistiria da postulação. “Temos o apoio massivo da sociedade de Pernambuco. Essa candidatura vai ser discutida até as últimas consequências”, disse.

Já na quinta-feira (02), em convenção tumultuada, o PT decidiu, com 251 delegados inscritos, contabilizando 230 votos favoráveis a sua postulação e, 20 votos contrários e, apenas uma abstenção. 

Nesta sexta-feira (3), Marília Arraes teria sinalizado com a possibilidade de lançar candidatura à Câmara Federal
As primeiras informações que circulam são de que a vereadora do Recife vai acatar a decisão nacional do partido. O jornal O Estado de São Paulo publicou matéria nesta sexta-feira (3) com relatos de pessoas próximas a então pré-candidata ao governo de Pernambuco que descartaram uma batalha judicial. A resignação, entretanto, não significa apoio à reeleição de Paulo Câmara. De acordo com as mesmas fontes de O Estado, ela não aceitará subir no palanque com o PSB.

Folha PE/Diário PE
Compartilhar:
←  Anterior Proxima  → Inicio