Promoção Magazine Luiza e Você

1° LUGAR REFERÊNCIA EM PESQUISA CARIRI EM AÇÃO

1° LUGAR REFERÊNCIA EM PESQUISA CARIRI EM AÇÃO
OBRIGADO JATAÚBA!

REDE FÁCIL CONSTRUÇÃO JATAÚBA

REDE FÁCIL CONSTRUÇÃO JATAÚBA

REDE SKY

REDE SKY
PARCERIA NOS EVENTOS

SEU FUTURO COMEÇA AQUI !

SEU FUTURO COMEÇA AQUI !
Aulas durante a semana e aos sábados!

TEMPO EM JATAÚBA - PE

terça-feira, 22 de maio de 2018

Polícia Civil faz duas grandes operações para prender acusados de roubo de carga, homicídios e tráfico de drogas

Mandados de prisão estão sendo cumpridos no Recife, Bezerros, São Caetano, Gravatá, além do Piauí e Rio Grande do Sul



A Polícia Civil de Pernambuco realiza nesta terça-feira duas grandes operações para combater o roubo de cargas no estado e o tráfico de drogas. Em uma das operações, batizada de Fidúcia, foram emitidos 13 mandados de prisão preventiva e 11 de busca e apreensão domiciliar. Além de Pernambuco, estão sendo cumpridos mandados no Piauí e no Rio Grande do Sul. Quatro pessoas já teriam sido presas no estado e também um outro acusado detido na cidade de Gramado, no Rio Grande do Sul. Em Pernambuco, os alvos estão sendo levados para a sede do Departamento de Repressão aos Crimes Patrimoniais (Depatri), no bairro de Afogados, no Recife. 

As investigações para chegar aos acusados tiveram início em outubro do ano passado. "A quadrilha é envolvida com roubo majorado, quando há emprego de violência, furto qualificado, apropriação indébita qualificada e comunicação falsa de crime", explicou o delegado Nelson Souto, gerente operacional das Delegacias Especializadas. Cerca de 100 policiais, entre delegados, agentes e escrivães participam dos trabalhos. O nome Fidúcia foi escolhido pela polícia para batizar a operação justamente pela ousadia e comportamento confiante dos integrantes da quadrilha. 

Já a outra operação, Barra Azul, visa prisão de uma quadrilha envolvida com homicídios, tráfico de drogas e porte ilegal de armas, além de roubo de cargas, acontece em Caruaru, no Agreste. Segundo o delegado Nelson Souto, foram expedidos 21 mandados de busca e prisão e 19 mandados de busca e prisão domiciliar, que estão sendo cumpridos nos municípios do Recife, Bezerros, São Caetano e Gravatá. A polícia começou a investigar o grupo em 15 de agosto do ano passado.

De acordo com o delegado, a quadrilha contava ainda com participação de presidiários. "Identificamos quatro pessoas no sistema penitenciário que já tiveram mandado de prisão decretado", disse Souto, adiantando que os integrantes dessa quadrilha também tinham envolvimento com o grupo que está sendo preso no Recife, na operação Fidúcia.


Por Diário de Pernambuco

Compartilhar:
←  Anterior Proxima  → Inicio