Promoção Magazine Luiza e Você

REDE FÁCIL CONSTRUÇÃO JATAÚBA

REDE FÁCIL CONSTRUÇÃO JATAÚBA
1° FEIRÃO DO ANO

SEU FUTURO COMEÇA AQUI !

SEU FUTURO COMEÇA AQUI !
Aulas durante a semana e aos sábados!

APOIO: REDE SKY

APOIO: REDE SKY
PARCERIA NOS EVENTOS

TEMPO EM JATAÚBA - PE

quarta-feira, 9 de maio de 2018

Em Jataúba, maioria dos vereadores votam pelo arquivamento do processo da CPI dos pneus e dos carros pipas


Nesta segunda-feira 07, aconteceu na cidade de Jataúba mais uma sessão ordinária na câmara de vereadores local, faltaram a reunião os vereadores Luzimário e Naldo de Bileu ambos do PTB. Durante a sessão foi lido o relatório da CPI instalada na casa de leis para investigar supostas irregularidades na aquisição de pneus e câmaras de ar por parte da prefeitura, além de supostas irregularidades na aquisição de água através de carros pipas no município.

Segundo o relator do processo vereador Antônio Biloza (MDB), não foi detectado nenhuma irregularidade em nenhum dos dois casos o que levou o mesmo a pedir o arquivamento do processo que posto em votação obteve 6 votos a favor do arquivamento e 3 votos contrários o que causou revolta entre os vereadores de oposição.
O vereador Fernando Firoca (PTB) disse que não aceitou participar diretamente da CPI porque nunca acreditou no processo e classificou como uma perca de tempo. “Se tem algo de errado o ideal é levar logo para o Ministério Público e ele (O Órgão), vai julgar e punir os culpados, eu votei, mas, esse negócio de CPI pra mim é uma perca de tempo”, disse o vereador.

Maviael (PSD) foi outro que teceu criticas e disse que o objetivo foi alcançado que é mostrar a população a sujeira que tem por debaixo dos panos, segundo ele, os vereadores de situação fazem o que prefeito manda e estão ali pra encobrir as safadezas da administração, o vereador disse que um relatório paralelo feito pelos vereadores de oposição será apresentado ao Ministério Público e que não vai desistir de mostrar as manobras que estão sendo feitas na câmara.

Zuza do Jacú (Sem Partido) disse que vai pedir junto a justiça a anulação da votação feita em plenário já que segundo ele pela Constituição Federal, os vereadores Jackson Bruno (PSB) e Josilene Cordeiro (MDB) não poderiam votar pelo fato de serem filho e irmã do prefeito Antônio de Roque (MDB) que está sendo investigado no caso.
Jackson por sua vez disse: Eu não vou seguir a Constituição Federal não, eu vou seguir os 1014 eleitores que me colocaram nessa casa e me deram o direito do voto”. O vereador ainda destacou que apresentou documentos provando a legalidade dos casos que estão sendo investigados, porém, ninguém quis saber, ainda segundo o vereador não há irregularidade alguma e disse que por isso iria votar de acordo com o relator pelo arquivamento do processo.
Já o vereador Veinho (MDB) destacou a fala do prefeito Antônio de Roque na última semana onde o mesmo falou que a partir do mês de julho desse ano a prefeitura irá dar um suporte maior a Guarda Comunitária diminuindo assim os custos que a população vem tendo para manter a mesma, já que ainda não foram regularizados como guarda municipal e tem seus salários pagos com contribuições dadas pela população do município.


Fotos: Portal Jataúba Online
Jota Silva / Agreste No Ar
Compartilhar:
←  Anterior Proxima  → Inicio