Promoção Magazine Luiza e Você

VESTIBULAR - INSCRIÇÕES ABERTAS

VESTIBULAR  - INSCRIÇÕES ABERTAS
FACULDADE DO CARIRI

PREVINA-SE!

PREVINA-SE!
NOSSO BLOG APOIA ESSA CAUSA

GRANDE FEIRÃO REDE FÁCIL CONSTRUÇÃO JATAÚBA

GRANDE FEIRÃO REDE FÁCIL CONSTRUÇÃO JATAÚBA
PROMOÇÃO FEIRÃO

REDE SKY

REDE SKY
PARCERIA NOS EVENTOS

SEU FUTURO COMEÇA AQUI !

SEU FUTURO COMEÇA AQUI !
Aulas durante a semana e aos sábados!

TEMPO EM JATAÚBA - PE

sexta-feira, 20 de abril de 2018

Holandês, que se passava por deficiente, é preso com quase seis quilos de haxixe

A droga estava embalada e escondida dentro da bagagem. Foto: PFPE/Divulgação


Um holandês que se passava por deficiente físico foi preso em flagrante pela Polícia Federal com cerca de seis quilos de haxixe, no Aeroporto Internacional dos Guararapes - Gilberto Freyre. Normam Theodoor Canword, 55 anos, desembarcou no terminal em uma cadeira de rodas alegando estar com problemas no seu tornozelo, porém os agentes federais descobriram que ele poderia andar normalmente. Os policiais então fizeram uma revista mais detalhada no estrangeiro e encontraram a droga escondida dentro da sua bagagem. A prisão aconteceu às 2h da última quinta-feira. 

Sem antecedentes criminais, Norman Theodoor disse em depoimento que foi contratado em Roterdã, na Holanda, para trazer a droga até o Brasil. Segundo o holandês, a droga deveria ser entregue em Salvador, na Bahia. Norman declarou ainda que iria receber quatro mil e quinhentos euros, cerca de R$ 19 mil. No entanto, o estrangeiro não detalhou sobre quem seria a pessoa que teria lhe aliciado para realizar a viagem da Holanda até o Brasil. 

Após prestar depoimento, o estrangeiro foi autuado por tráfico de entorpecentes. Se for condenado, pode pegar penas de cinco a 15 anos de reclusão. Após a autuação, o preso realizou Exame de Corpo de Delito no Instituto de Medicina Legal (IML), passou pela audiência de custódia onde foi confirmada a prisão preventiva e, em seguida, conduzido para o Centro de Observação e Triagem Professor Everardo Luna (Cotel). Segundo a PF, o preso deverá permanecer no presídio em Abreu e Lima à disposição da Justiça Federal de Pernambuco, que julgará o processo.

De acordo com a PF, dentro da mala do holandês foi encontrado quatro tabletes de substância entorpecente, que ao passar pelo exame narcoteste resultou positivo para a droga denominada “haxixe” (resina da maconha). A droga totalizou um peso bruto de 5,9 quilos. Além da droga, foram apreendidos cartões de embarque, um celular e a quantia de 755 Euros, cerca de R$ 3.170. 

Segundo a PF, o haxixe não é produzido no Brasil e pela forma de apresentação provavelmente veio do oriente e norte da África. O haxixe consiste no produto extraído, em forma de resina, das flores e frutos da Maconha. No Brasil, o percentual de pessoas que consomem o haxixe é o mesmo da maconha. 

ESTATÍSTICAS - Esta é a quinta apreensão de drogas no ano de 2018 realizada pela Polícia Federal no Aeroporto Internacional dos Guararapes. Até agora foram feitas sete prisões (quatro mulheres e três homens). Foram apreendidos 19,7 quilos de cocaína e 86,5 quilos de Haxixe. Em 2017 foram realizadas 22 prisões (doze homens e dez mulheres) e apreensão de 45,9 quilos de cocaína, 43 quilos de Skunk, 22,8 quilos de Haxixe, 10,4 quilos de metanfetamina e 30 quilos de maconha.


Diário de Pernambuco



Compartilhar:
←  Anterior Proxima  → Inicio