Promoção Magazine Luiza e Você

REDE FÁCIL CONSTRUÇÃO JATAÚBA

REDE FÁCIL CONSTRUÇÃO JATAÚBA
1° FEIRÃO DO ANO

SEU FUTURO COMEÇA AQUI !

SEU FUTURO COMEÇA AQUI !
Aulas durante a semana e aos sábados!

APOIO: REDE SKY

APOIO: REDE SKY
PARCERIA NOS EVENTOS

TEMPO EM JATAÚBA - PE

quinta-feira, 29 de março de 2018

COMO AFIRMAMOS EM PRIMEIRA MÃO: Jataúba volta a receber água nas torneiras, após seis anos em colapso


A Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), por determinação do governador Paulo Câmara, está realizando os últimos ajustes para iniciar, a partir de hoje (28),  a fase de testes para  retomar a distribuição de água nas torneiras para os 17 mil moradores de Jataúba, no Agreste. A cidade passou seis anos em colapso, consequência da falta de chuvas na região. O município tem duas fontes de abastecimento, a Barragem de Sítio Luíza, em Jataúba, e a de Poço Fundo, em Santa Cruz do Capibaribe. Ambas estavam secas e conseguiram acumular água no mês de fevereiro, quando choveu bem na região. A expectativa é que a regularização da distribuição de água da cidade ocorra até meados de abril.
Imagem: Barragem do Sítio Luíza, vertendo - Foto: Alberto  Barbosa
A Barragem do Sítio Luiza, o principal manancial de Jataúba, conseguiu acumular 300 mil metros cúbicos de água e está  sangrando. As chuvas de fevereiro também permitiram a recuperação da Barragem de Poço Fundo, que está hoje com 19% da sua capacidade total, que é de 27,6 milhões de metros cúbicos de água. Esse reservatório, além de atender Jataúba, também é responsável pelo abastecimento do distrito de Poço Fundo, em Santa Cruz do Capibaribe, uma população de cerca de quatro mil pessoas que também estava sem receber água nas torneiras em função da estiagem prolongada.
Imagem Panorâmica da Barragem do Sítio Luíza, em Jataúba-PE - Foto: Dimário Araújo
 
O diretor Regional do Interior, Marconi de Azevedo, explica que os testes para o retorno da operação dos sistemas ainda não foram iniciados devido à complexidade de funcionamento das unidades operacionais, após tanto tempo desativadas. “ Precisamos realizar uma série de ações para reativar a operação das adutoras, manutenção nos conjuntos motobombas e intervenções na estação de tratamento de água”, afirmou.
 
A fase de testes é a primeira etapa para o restabelecimento de água pela rede de distribuição. Segundo o gerente da Unidade de Negócios da Compesa, Bruno Adelino, durante esse processo poderá haver várias interrupções do abastecimento para conserto de vazamentos. “Após vários anos sem água na adutora e na rede de distribuição é normal a ocorrência desses vazamentos, até a pressurização das tubulações e equilíbrio do sistema do abastecimento”, informa o gerente. Ele diz ainda que várias equipes estarão a postos nesse período de testes para que os eventuais problemas possam ser corrigidos com brevidade, e assim atender às expectativas dos moradores de Jataúba e do distrito de Poço Fundo, que aguardam ansiosamente pela volta da água nas torneiras.




ASCOM - COMPESA
Blog do Alberto Barbosa
Imagens; Alberto Barbosa







Compartilhar:
←  Anterior Proxima  → Inicio