Promoção Magazine Luiza e Você

VESTIBULAR - INSCRIÇÕES ABERTAS

VESTIBULAR  - INSCRIÇÕES ABERTAS
FACULDADE DO CARIRI

PREVINA-SE!

PREVINA-SE!
NOSSO BLOG APOIA ESSA CAUSA

GRANDE FEIRÃO REDE FÁCIL CONSTRUÇÃO JATAÚBA

GRANDE FEIRÃO REDE FÁCIL CONSTRUÇÃO JATAÚBA
PROMOÇÃO FEIRÃO

REDE SKY

REDE SKY
PARCERIA NOS EVENTOS

SEU FUTURO COMEÇA AQUI !

SEU FUTURO COMEÇA AQUI !
Aulas durante a semana e aos sábados!

TEMPO EM JATAÚBA - PE

quinta-feira, 21 de dezembro de 2017

“Se fosse pra ser vereador pra fiscalizar eu não teria entrado na política, teria sido promotor", declara vereador Zito Lopes na cidade de Jataúba

Fotos: Bruninho Paiva

Nesta quarta-feira o entrevistado no Programa Debate Livre da Jataúba FM foi o vereador situacionista Zito Lopes (PSDB), o vereador falou sobre vários temas como política local e nacional, administração, o seu trabalho como vereador, porém, no momento em que falou da CPI que foi instaurada no município na qual o mesmo é presidente, o vereador entrou em várias contradições e mostrou que está totalmente perdido quando se trata da Comissão Parlamentar de Inquérito.

Zito Lopes falou sobre o seu dia-a-dia como vereador e disse que o segredo de ter sempre uma expressiva votação se dá pelo fato do mesmo sempre está disposto a ajudar todos que o procuram não importa o dia nem a hora, o vereador disse que não faz requerimentos porque pelo fato de ser da base aliada sempre que quer requisitar algo pede direto ao prefeito que segundo ele tem feito o que pode.

Questionado sobre o fato da comunidade do Mimoso a qual o mesmo representa não ter um posto de saúde o vereador disse que já pediu várias vezes, porém, a resposta que teve é que a comunidade ainda não tem condições de ter uma UBS. Questionado sobre o seu papel de fiscalizar ele respondeu: “Se fosse pra ser vereador pra fiscalizar eu mesmo não teria entrado na política, eu quero é buscar melhorias para o povo, e não tá fiscalizando, se fosse assim eu não queria”, disse ele.
Falando sobre a CPI na qual o mesmo é presidente ele disse que os trabalhos estão andando e que estão sintonizados, porém, disse que faz muito tempo que não ver o vereador Zuza que é um dos membros da CPI. O vereador foi questionado sobre as pessoas que serão ouvidas nas investigações e na resposta demonstrou total desconhecimento do processo, respondendo: “Eu não estou sabendo disso não, se alguém vai ser ouvido, vou perguntar ao relator”, em seguida disse que alguns documentos já foram solicitados e entregues pela prefeitura, porém, não soube explicar que documentos foram estes.

Falando da política nacional o vereador disse que não esquenta a cabeça com o que acontece em Brasília, pois, segundo ele se os deputados roubarem ele não pode fazer nada. O vereador disse que é contra a reforma da previdência pelo fato da mesma prejudicar a classe dos agricultores da qual ele faz parte, e disse que não tem nenhum nome que irá apoiar em 2018, no entanto disse: “Não tenho deputado, não tenho nada pra 2018, os meus candidatos serão os candidatos de seu Antônio de Roque, ele vai ter os candidatos dele e em quem ele pedir eu voto e vou apoiar”, disse o vereador. Que acrescentou: “Eu sou vereador aliado ao prefeito, e vou está sempre do lado dele”, finalizou.

O vereador parabenizou o presidente da câmara Paulo Floriano pela forma como vêm conduzindo os trabalhos e disse que cada vereador tem seu jeito de ser, para ele a câmara teve seus altos e baixos durante esse ano e disse que espera que no ano que vêm as trocas de farpas entre os vereadores não aconteçam mais.


Jota Silva / Agreste No Ar
Compartilhar:
←  Anterior Proxima  → Inicio