Promoção Magazine Luiza e Você

PREVINA-SE!

PREVINA-SE!
NOSSO BLOG APOIA ESSA CAUSA

ELEIÇÕES 2018 AO VIVO

REDE FÁCIL CONSTRUÇÃO JATAÚBA

REDE FÁCIL CONSTRUÇÃO JATAÚBA
1° FEIRÃO DO ANO

SEU FUTURO COMEÇA AQUI !

SEU FUTURO COMEÇA AQUI !
Aulas durante a semana e aos sábados!

APOIO: REDE SKY

APOIO: REDE SKY
PARCERIA NOS EVENTOS

TEMPO EM JATAÚBA - PE

quarta-feira, 20 de dezembro de 2017

Jataúba; Em entrevista vereador Maviael declara: "Se o candidato da oposição em 2020 for Mamão eu voto, mas, não que ele seja a melhor opção"

Fotos: Bruninho Paiva

Dando sequência a série de entrevistas com os vereadores da cidade de Jataúba, nesta terça-feira foi à vez do líder da bancada de oposição vereador Maviael de Abílio (PSD), o vereador falou de vários aspectos da administração municipal, do primeiro ano de mandato como vereador e do que pensa sobre o futuro. Mais uma vez Maviael falou sobre o seu polêmico rompimento com o prefeito Antônio de Roque as vésperas das convenções para as eleições do ano passado.

Para o vereador o município passa por um momento difícil onde faltam investimentos em várias áreas importantes, ele citou como exemplo o esporte que segundo ele não tem tido a atenção devida por parte da gestão municipal, Maviael também criticou o fato de segundo ele os tão badalados ar-condicionados das escolas não estarem funcionando o que estaria prejudicando várias crianças do município, dentre outras coisas como, por exemplo, as péssimas condições dos banheiros públicos.

Falando sobre a CPI o vereador disse que tem tudo pra ser constatadas irregularidades, porém, ressaltou que muita coisa depende da justiça e tem políticos que às vezes conseguem se safar pelo fato de terem as costas largas, e disse que um exemplo disso é o que vem acontecendo em Brasília. Segundo ele os trabalhos da CPI estão adiantados e em breve os membros da mesma estarão fazendo as primeiras oitivas para que possam assim preparar o relatório que vai a plenário.


Maviael falou mais uma vez sobre o polêmico rompimento com prefeito Antônio de Roque. “O motivo do rompimento foi que tínhamos um acordo e ele não cumpriu, quando fizemos o acordo para votar a favor das contas, não tinha nenhuma vantagem financeira como muita gente pensava, o acordo que ele me propôs era pra mim ser o vice dele e de última hora ele disse que não dava mais aí eu rompi”, disse ele, que completou: “O que aconteceu com Paulo só mostrou de fato quem é o prefeito, mas, Deus é tão bom que eu fui eleito vereador e vou fiscalizar de perto e mostrar todas as irregularidades que ele cometer”, finalizou dizendo que não faz perseguição ao prefeito, no entanto, irá até o fim do seu mandato cumprir o seu papel de fiscal do povo.

Perguntado se confiaria em Fábio Mamão que é líder da oposição Maviael foi enfático: “Depois do que eu passei, fica muito difícil confiar em qualquer político que seja”, disse ele, mas a frente perguntado se votaria em Mamão em uma possível candidatura do mesmo em 2020 disse: “Se ele for o candidato do grupo voto sim, mas, não que seja a melhor opção”, destacou Maviael.

Sobre as eleições do ano que vem Maviael disse que não vota em Paulo Câmara e afirmou que tem uma simpatia pelo nome de Marília Arraes, quanto a deputados disse que está tendo algumas conversas e se até o ano que vem não encontrar ninguém que tenha uma boa proposta para Jataúba não apoiará ninguém, no entanto, disse que está disposto a ouvir todos e não descartou um possível apoio ao deputado Diogo Moraes.

O vereador disse que está buscando alguns investimentos para áreas específicas do município, porém, disse que os mesmos virão através de uma associação, pelo fato da gestão municipal sempre encontrar meios de não aplicar os recursos que vem pela prefeitura de maneira correta.


Jota Silva / Agreste No Ar
Compartilhar:
←  Anterior Proxima  → Inicio