Promoção Magazine Luiza e Você

SEU FUTURO COMEÇA AQUI !

SEU FUTURO COMEÇA AQUI !
Aulas durante a semana e aos sábados!

PROMOÇÃO NOVEMBRO AZUL!

REDE SKY! APOIO NA TRANSMISSÃO FESTA DE SÃO SEBASTIÃO 2018

REDE SKY! APOIO NA TRANSMISSÃO FESTA DE SÃO SEBASTIÃO 2018
APOIO NA TRANSMISSÃO FESTA DE SÃO SEBASTIÃO 2018 EM FULL-HD

TEMPO EM JATAÚBA - PE

domingo, 5 de novembro de 2017

Réu confesso: Ex-padastro estuprou e matou a menina Alanna Ludmila


Preso, "Robert Serejo Oliveira, ex-padrasto de Alanna Ludmila é réu confesso". Ele assumiu autoria do crime em depoimento na tarde de hoje. Sem expressar arrependimento ou comoção, Serejo afirmou que se dirigiu à casa da vítima com intenção de matá-la, sem contar com auxílio de terceiros para execução do plano. O criminoso será encaminhado para o Centro de Triagem de Pedrinhas e seguirá para área de isolamento.
Segundo a delegada responsável pelos casos de feminicídio, Viviane Azambuja, a intensão de Robert sempre foi matar a vítima. ”Ele chamou a menina pela janela, como ela não atendeu, ele pulou o muro e, com uma chave, teve acesso. Abriu a grade dos fundos e adentrou. Segundo informações do próprio Robert, ela estava saindo do banheiro somente de blusa e toalha. Ele a agarrou e encobriu os gritos da vítima com a própria mão. Em seguida, a violentou sexualmente e finalizou com a morte por asfixia, já que colocou sacos plásticos na cabeça de Ludmila”, informou a delegada.
Confira a coletiva na íntegra:
 Tentativa de fuga
Robert foi encontrado na manhã deste sábado, quando tentava fugir para o interior do estado e acabou embarcando em uma van na qual os sargentos Burgos e César, lotados no 6º BPM, estavam a caminho de um evento esportivo no município de Pirapemas. Robert  foi reconhecido pelos policias que, imediatamente, solicitaram que o motorista parasse o veículo na barreira policial da BR-135. Deu-se a captura. O réu trajava a mesma roupa de quando prestou o primeiro depoimento, na madrugada desta quinta-feira, dia 2, após o desaparecimento da pequena Ludmila.

Comoção e sentimento de justiça marcam enterro de Alanna Ludmila

Com muita comoção e revolta, familiares e amigos deram o último adeus à  Alanna Ludmila na manhã deste sábado, dia 4. "corpo da menina foi velado na Unidade Integrada Marly Sarney, no Maiobão, em Paço do Lumiar, região Metropolitana de São Luís-MA". Centenas de pessoas, vizinhos, amigos mais próximos e curiosos, sensibilizados com a perda, passaram pelo local. A família, no entanto, precisou lidar com a revolta de populares, causada pela divulgação de informações ainda não confirmadas pela Polícia e boatos espalhados pelas redes sociais.

Robert Oliveira, ex-padrasto de Alanna, é o principal suspeito de ter cometido o crime
Ao fim do sepultamento e num ato de conforto à família, os presentes cantaram novamente em homenagem à menina Alanna, desta vez a canção “Noites Traiçoeiras”. Durante toda a ocasião, o sentimento era também de busca por justiça. Os cartazes expunham a foto de Robert Serejo, ex-padrasto da menina e principal suspeito de ter cometido o crime, que foi encontrado no final da manhã deste sábado, 04. 
Compartilhar:
←  Anterior Proxima  → Inicio