Promoção Magazine Luiza e Você

SEU FUTURO COMEÇA AQUI !

SEU FUTURO COMEÇA AQUI !
Aulas durante a semana e aos sábados!

REDE SKY! APOIO NA TRANSMISSÃO FESTA DE SÃO SEBASTIÃO 2018

REDE SKY! APOIO NA TRANSMISSÃO FESTA DE SÃO SEBASTIÃO 2018
APOIO NA TRANSMISSÃO FESTA DE SÃO SEBASTIÃO 2018 EM FULL-HD

Postagem em destaque

CEC "COMPLEXO EDUCACIONAL DO CARIRI, EM MONTEIRO-PB

TEMPO EM JATAÚBA - PE

sábado, 12 de agosto de 2017

Suspeito de abusar de seis crianças é indiciado e liberado após depor

Delegacia de Policia da Criança e do AdolescenteFoto: Alfeu Tavares/Folha de Pernambuco

Suspeito de abusar sexualmente de seis crianças, todas menores de 9 anos, um homem foi levado para o Departamento de Polícia da Criança e do Adolescente (DPCA), nesta sexta-feira (11), depois de quase ser linchado por moradores do bairro de Jardim Fragoso, em Olinda, na Região Metropolitana do Recife (RMR). Ele teria, em ocasiões diferentes, trancado cinco meninas e um menino em um quarto e exibido filmes pornográficos. O suspeito foi indiciado por abuso sexual, mas responderá em liberdade pelo crime, já que o último caso teria ocorrido há algum tempo e o caso não foi configurado como flagrante.

Os familiares das vítimas falam que isso vinha acontecendo há algum tempo, mas a notícia se espalhou apenas agora pelo bairro e moradores ameaçavam linchar o suspeito. Os familiares das seis crianças também prestaram depoimento na DPCA, no bairro da Madalena, no Recife, onde o caso é apurado. O suspeito também estava no local, onde prestava esclarecimentos junto com o filho. 


A denúncia veio de uma mãe alguns dias após encontrar a filha na casa do homem, embaixo da cama, suada e com medo de falar. Ele estava no quintal, de costa e com as mãos entre as pernas. O caso aconteceu na última quarta-feira (9). A mulher admitiu o medo de voltar para casa diante da liberdade do abusador da filha.
De acordo com ela, o primeiro indício notado foi o aparecimento de dinheiro e lanches com as crianças, que diziam ser presenteadas pelos padrinhos. Ela percebeu o sumiço da filha e, desconfiada, foi até a casa do homem, confirmando as suspeitas.



*Em respeito ao Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), os nomes dos envolvidos será mantido sob sigilo.


FOLHA PE
Compartilhar:
←  Anterior Proxima  → Inicio