SEU FUTURO COMEÇA AQUI !

SEU FUTURO COMEÇA AQUI !
Aulas durante a semana e aos sábados!

REDE FÁCIL JATAÚBA

REDE FÁCIL JATAÚBA
Toda Loja em até 10x no Cartão Tel. (81) 3746-1412/98275-4999

Pe. REGINALDO MANZOTTI EM SANTA CRUZ DO CAPIBARIBE

Pe. REGINALDO MANZOTTI EM SANTA CRUZ DO CAPIBARIBE
EVANGELIZAR É PRECISO!

DIVULGUE CONOSCO!

DIVULGUE CONOSCO!
(081)98152.7215 - 99415.7110 WhatsApp

TEMPO EM JATAÚBA - PE

sábado, 12 de agosto de 2017

Suspeito de abusar de seis crianças é indiciado e liberado após depor

Delegacia de Policia da Criança e do AdolescenteFoto: Alfeu Tavares/Folha de Pernambuco

Suspeito de abusar sexualmente de seis crianças, todas menores de 9 anos, um homem foi levado para o Departamento de Polícia da Criança e do Adolescente (DPCA), nesta sexta-feira (11), depois de quase ser linchado por moradores do bairro de Jardim Fragoso, em Olinda, na Região Metropolitana do Recife (RMR). Ele teria, em ocasiões diferentes, trancado cinco meninas e um menino em um quarto e exibido filmes pornográficos. O suspeito foi indiciado por abuso sexual, mas responderá em liberdade pelo crime, já que o último caso teria ocorrido há algum tempo e o caso não foi configurado como flagrante.

Os familiares das vítimas falam que isso vinha acontecendo há algum tempo, mas a notícia se espalhou apenas agora pelo bairro e moradores ameaçavam linchar o suspeito. Os familiares das seis crianças também prestaram depoimento na DPCA, no bairro da Madalena, no Recife, onde o caso é apurado. O suspeito também estava no local, onde prestava esclarecimentos junto com o filho. 


A denúncia veio de uma mãe alguns dias após encontrar a filha na casa do homem, embaixo da cama, suada e com medo de falar. Ele estava no quintal, de costa e com as mãos entre as pernas. O caso aconteceu na última quarta-feira (9). A mulher admitiu o medo de voltar para casa diante da liberdade do abusador da filha.
De acordo com ela, o primeiro indício notado foi o aparecimento de dinheiro e lanches com as crianças, que diziam ser presenteadas pelos padrinhos. Ela percebeu o sumiço da filha e, desconfiada, foi até a casa do homem, confirmando as suspeitas.



*Em respeito ao Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), os nomes dos envolvidos será mantido sob sigilo.


FOLHA PE
Compartilhar:
←  Anterior Proxima  → Inicio