SEU FUTURO COMEÇA AQUI !

SEU FUTURO COMEÇA AQUI !
Aulas durante a semana e aos sábados!

REDE FÁCIL JATAÚBA

REDE FÁCIL JATAÚBA
Toda Loja em até 10x no Cartão Tel. (81) 3746-1412/98275-4999

Pe. REGINALDO MANZOTTI EM SANTA CRUZ DO CAPIBARIBE

Pe. REGINALDO MANZOTTI EM SANTA CRUZ DO CAPIBARIBE
EVANGELIZAR É PRECISO!

DIVULGUE CONOSCO!

DIVULGUE CONOSCO!
(081)98152.7215 - 99415.7110 WhatsApp

TEMPO EM JATAÚBA - PE

quinta-feira, 10 de agosto de 2017

PMDB suspende deputados por votarem a favor de denúncia contra Temer

A imagem pode conter: 6 pessoas

O PMDB suspendeu, por 60 dias, os seis deputados federais do partido que votaram a favor da denúncia contra o presidente Michel Temer na Câmara, no último dia 2. A decisão, segundo nota, foi tomada por unanimidade na Comissão Executiva do partido. 

"O PMDB, em cumprimento à decisão unânime da Comissão Executiva do partido, suspendeu por 60 dias, de suas funções partidárias, os deputados que votaram a favor da denúncia do presidente da República, Michel Temer. Esta decisão foi tomada por descumprimento dos parlamentares ao fechamento de questão sobre o assunto em reunião realizada no dia 12 de julho, em Brasília. O ato de suspensão já foi comunicado a todos os filiados e ao Conselho de Ética do partido", afirma a nota, divulgada pela assessoria do partido.

Foram suspensos de suas atividades partidárias os deputados Celso Pansera (RJ), Jarbas Vasconcelos (PE), Laura Carneiro (RJ) Sérgio Zveiter (RJ), Veneziano Vital do Rego (PB) e Vitor Valim (CE). A decisão, segundo a assessoria do partido, não afeta suas atividades parlamentares. Eles continuarão participando de votações, por exemplo, mas poderão ser substituídos caso integrem alguma comissão da Casa.

A decisão foi comunicada por meio de ofício ao presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Gilmar Mendes, e inclui também a suspensão de atividades diretivas do partido. 

A medida é cautelar e o caso ainda deve passar por análise da Comissão de Ética da legenda, que pode indicar novas punições aos seis parlamentares. Procurados, os deputados ainda não haviam se manifestado até a publicação da notícia.


Diário de Pernambuco
Compartilhar:
←  Anterior Proxima  → Inicio