Promoção Magazine Luiza e Você

SEU FUTURO COMEÇA AQUI !

SEU FUTURO COMEÇA AQUI !
Aulas durante a semana e aos sábados!

PROMOÇÃO NOVEMBRO AZUL!


Toda Loja em até *10x no Cartão Tel. (81) 3746-1412/98275-4999

Postagem em destaque

Petrobras reduz preços da gasolina e do diesel a partir desta sexta

TEMPO EM JATAÚBA - PE

sábado, 19 de agosto de 2017

HOMEM ENFURECIDO MATOU O MELHOR AMIGO, BALEOU MAIS DOIS COLEGAS E DEPOIS SE MATOU NA ZONA RURAL DE CARUARU



Diogo, trabalhava no haras há muitos anos.

Depois de matar o amigos e de balear os outros dois, Ronaldo foi pra casa e se matou.




O vaqueiro Erivaldo "Binha" lamentou a morte do amigo.

Um fato lamentável chocou a população caruaruense no final da manhã desta quinta-feira (17), no Sítio Barbatão, na zona rural da cidade. O vaqueiro, Ronaldo Valdivino da Silva, de 43 anos, baleou os dois amigos, Jair Ferreira de Lima, de 35 anos e João Batista da Silva, conhecido como “João Preto” de 51 anos, e depois matou o seu melhor amigo,Diogo Leandro da Silva, de 37 anos, que morava na Rua Maria Luiza da Conceição, no bairro São João da Escócia e depois o assassino percorreu um quilômetro e 400 metros na sua moto, até a baia que tomava conta e morava e se matou com um tiro na cabeça.

Cabo Hélio da Polícia Militar, que comandou o local do isolamento do homicídio, disse que primeiro o criminoso baleou as duas vítimas, depois foi a chácara de João Leitão, que fica em frente ao seu parque de vaquejadas, entrou na propriedade, estacionou a sua motocicleta embaixo de um cajueiro, caminhou na direção do amigo que estava preparando um cilo, para alimentar os cavalos, sacou um revólver e o matou com um único tiro na face e depois foi embora e cometeu o suicídio.

Vereador Edmilson do Salgado, que era amigo dos quatro vaqueiros, falou que todos conviviam na maior harmonia, inclusive que ontem estavam juntos num bate bola no campinho da chácara e depois foram beber e em momento algum se estranharam e pelo que aconteceu acredita que o Ronaldo teve algum surto, saiu atirando em quem encontrasse pelo caminho e depois se matou.

O irmão do Ronaldo, Raniere Valdivino. informou que ele estava aparentemente bem, que não tinha histórico de doenças psiquiátricas, nem soube se o mesmo teve algum atrito com os amigos e que recebeu com surpresa a notícia de que o irmão teria cometido essa tragédia. Ele também afirmou desconhecer se ele possuía arma de fogo, porém afirmou que o mesmo já foi preso por porte de arma, tinha dois filhos, mas morava sozinho na baia onde se matou.

O caso está sendo investigado pela 2ª delegacia. Este foi o 9º homicídio do mês de agosto e o 185º do ano de 2017 em Caruaru e os dois corpos foram encaminhados para o IML local.


Por Adielson Galvão 
Compartilhar:
←  Anterior Proxima  → Inicio