SEU FUTURO COMEÇA AQUI !

SEU FUTURO COMEÇA AQUI !
Aulas durante a semana e aos sábados!

REDE FÁCIL JATAÚBA

REDE FÁCIL JATAÚBA
Toda Loja em até 10x no Cartão Tel. (81) 3746-1412/98275-4999

Pe. REGINALDO MANZOTTI EM SANTA CRUZ DO CAPIBARIBE

Pe. REGINALDO MANZOTTI EM SANTA CRUZ DO CAPIBARIBE
EVANGELIZAR É PRECISO!

Postagem em destaque

Polícia prende suspeitos de atirar no Jornalista Alexandre Farias

TEMPO EM JATAÚBA - PE

quinta-feira, 31 de agosto de 2017

GÁS DE COZINHA FICARÁ MAIS CARO EM SETEMBRO, DIZ ASMIRG-BR

Gás de cozinha ficará mais caro em setembro

A Associação Brasileira dos Revendedores de Gás Liquefeito GLP (ASMIRG-BR) distribuiu nota informando sobre a previsão de aumento, a partir do próximo mês, do gás de cozinha.
Em documento encaminhado às revendas, o anúncio refere-se a dois aumentos, um da Petrobras, tomado como certo de 15%, e o segundo, das próprias companhias distribuidoras, referente a futuros acordos coletivos que irão entrar em negociação.
“O acréscimo da Petrobras, embora praticado no preço de compra das companhias, chega ao mesmo percentual no valor de vendas das distribuidoras. Refere-se a uma correção equivalente a R$ 2,25, mas seguindo as mesmas formas adotadas nos últimos aumentos pelas distribuidoras, o aumento real que as revendas terão é de R$ 6,25”, aponta o presidente da ASMIRG-BR, Alexandre Borjaili.
Considerando as médias dos anos anteriores nesta mesma época, o aumento devido a futuros acordos coletivos, antecipados, poderá chegar de 10% do preço de compra da revenda. O consumidor brasileiro deve sentir bem a diferença no valor do botijão de gás de cozinha, que poderá ter uma elevação de R$ 12,00, sem contar os valores arredondados a mais pelas distribuidoras, justificados por ser um preço livre e necessidades de ajustes de custos. Enquanto isso, o governo brasileiro sinalizou, há poucos dias, a intenção de cortar R$ 10,00 do próximo salário mínimo.
“A ASMIRG-BR alerta para o risco deste aumento, inicialmente suposto em 15% pela Petrobras – que equivale a R$ 2,25 -, mas por tratarmos de um preço livre, sem interferência do Estado Brasileiro, estes valores, com muito otimismo, devem chegar a R$ 10,00 para nossas revendas”, espera Alexandre, que ressalta que o reajuste ocorre todo o dia 5 de cada mês.
Aumento e valor final do botijão de 13kg pode variar em cada estado, segundo, o mais caro fica no Estado do MT.
Gás de cozinha em Mato Grosso é o mais caro do país, e na última semana foi cotado ao preço médio de R$ 79,42 pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).O valor do produto varia de R$ 65 a R$ 105 no Estado, e chegará a R$ 126 com a previsão de reajuste.
Já no estado de São Paulo, o valor negociável é de até 70 reais.

ASCOM /ASMIRG-BR










Compartilhar:
←  Anterior Proxima  → Inicio