Promoção Magazine Luiza e Você

SEU FUTURO COMEÇA AQUI !

SEU FUTURO COMEÇA AQUI !
Aulas durante a semana e aos sábados!

PROMOÇÃO NOVEMBRO AZUL!

REDE SKY! APOIO NA TRANSMISSÃO FESTA DE SÃO SEBASTIÃO 2018

REDE SKY! APOIO NA TRANSMISSÃO FESTA DE SÃO SEBASTIÃO 2018
APOIO NA TRANSMISSÃO FESTA DE SÃO SEBASTIÃO 2018 EM FULL-HD

TEMPO EM JATAÚBA - PE

terça-feira, 29 de agosto de 2017

Em meio a muita confusão vereadores se retiram de sessão na câmara de vereadores da cidade de Jataúba-PE


Nesta segunda-feira 28, aconteceu mais uma reunião na câmara de vereadores da cidade de Jataúba e como já era de se esperar a polêmica tomou conta da sessão, na mesma foi colocado em segunda votação um projeto de lei do poder executivo que trata da lei orçamentária para o ano de 2018 esse aprovado por unanimidade, porém, a polêmica da noite se deu no momento em que o presidente da casa vereador Paulo Floriano começou formar a comissão que irá compor a tão esperada CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) e aí desencadeou toda confusão.


A sessão teve a ausência do vereador Luzimário que por sinal não foi justificada pela mesa diretora, dos 10 vereadores presentes 6 fizeram uso da tribuna, veja os principais pontos de cada discurso no resumo a seguir:


Maviael – O vereador fez reivindicações junto à prefeitura sobre a falta de saneamento no Bairro Seu Teté o que segundo ele é vergonhoso a situação que se encontra o mesmo e disse que há vários setores da administração que não estão funcionando como deveria. Ele comemorou a instalação da CPI e disse que está com uma assessoria jurídica para acompanhar o caso, ele ainda falou que se necessário à câmara terá que custear despesas com contadores e peritos que sejam contratados para avaliar dados e documentos. “Esses vereadores que fazem essa legislatura vão entrar pra história e Jataúba dessa vez vai ver o que acontece nos bastidores”, disse Maviael.

Em outro ponto do seu discurso o vereador teceu críticas pelo fato de segundo ele alguns veículos que foram comprados pelo município para servir uma determinada localidade estarem servindo em outras e classificou isso como um desvio de conduta, e criticando as posturas dos vereadores Jackson e Veinho disse que a tribuna da câmara é lugar de debater os problemas do município e não um lugar pra ficar parabenizando ninguém e nem tão pouco pra ficar mandando abraços, e finalizou dizendo que os mesmos muitas das vezes ficam conversando miolo de pote.


Veinho – Falou da importância da transmissão das reuniões para que a população acompanhe o trabalho dos seus representantes e agradeceu mais uma vez os votos recebidos e disse que irá honrar cada um para que no final dos 4 anos a população possa fazer o seu julgamento. Respondendo as críticas de Maviael disse que fazer agradecimentos e lembrar do povo, pois, foi o povo que os elegeram e o político não deve lembrar da população só em véspera de eleições quando está precisando do voto.


Zuza – Agradeceu pela recuperação das estradas na Zona Rural e disse não entender como é que se judia tanto com a população sendo que quando se quer resolver o problema a coisa acontece do dia pra noite, e disse que a gestão poderia ter mais consciência e respeito pelo povo, o vereador disse que no ano de 2016 foi adquirido pelo município um veículo 0Km para o PSF da Passagem do Tó e que assim como o que foi adquirido para a Vila do Jacú o mesmo nunca apareceu na comunidade e disse que o carro terá que aparecer e que isso será colocado na CPI.

Sobre os uniformes dos garis o vereador lamentou, pois, disse que foi procurado por alguns que são concursados e os mesmos não receberam os seus fardamentos até o momento, o vereador disse que esteve observando e na gestão passada o presidente da câmara fez 24 viagens custeadas com dinheiro público. Em outro ponto após ser rebatido pelo vereador Jackson que disse que os carros cobrados pelo vereador estão servindo ao município, Zuza reconheceu que os veículos existem, mas, que não estão nos lugares que eram pra está. O vereador fez um requerimento verbal pedindo que sejam disponibilizadas bancadas como existe, por exemplo, na câmara de Santa Cruz do Capibaribe para que a imprensa possa fazer o seu trabalho na casa, esse aprovado por unanimidade.


Jackson Galego – Agradeceu ao deputado estadual José Humberto pelos recursos alocados para o município e pelo compromisso que tem tido ao longo do seu mandato, Jackson disse que ao contrário de outros deputados que só aparece em véspera de eleição Humberto tem marcado presença como no último domingo para discutir junto com o prefeito e o grupo de vereadores as demandas do município.

O vereador falou sobre as cobranças do vereador Zuza e disse que os veículos foram comprados e estão servindo a secretaria de saúde do município, já com relação aos fardamentos disse que a prefeitura está aguardando chegar o restante e que logo todos os garis estarão uniformizados. Em outro ponto do discurso ele rebateu as críticas do vereador Maviael e disse que na reunião passada apresentou um monte de obras dos seus deputados e que Maviael não tem nada pra apresentar, pois, nunca conseguiu sequer um copo d’água para o município, Galego disse que o mesmo só sabe criticar, meter a ripa e que se os veículos estão servindo a população isso não é desvio de conduta. “Se apresentar obras e trabalho é conversar miolo de pote, eu vou continuar”, disse Jackson.


Firoca – O vereador solicitou ao vereador Jackson os nomes das pessoas responsáveis por transportar as pessoas doentes nas comunidades do Riacho do Meio, Jundiá, Empoeiras e Enxotado.


Paulo Floriano – Agradeceu aos blogueiros, blog Jataúba News e Aluízio além da rádio local pelas transmissões das reuniões, e disse ter ficado triste com o vereador Maviael pelo fato do mesmo ter dito que iria entrar na justiça com um mandado de segurança com relação a CPI. “Fiquei triste com sua postura, pois, em nenhum momento eu falei que não iria instalar a CPI, só que tem que ser tudo dentro da lei, eu tenho cinco mandatos aqui e sempre respeitei a todos”, disse Paulo em tom de desabafo.

Resultado de imagem para cpi

A confusão
Terminado o uso da tribuna o segundo secretário da casa leu alguns itens do regimento citando alguns artigos que serviriam como base para a escolha dos membros e instalação da CPI, logo após o presidente da casa disse que escolhido os três nomes uma reunião seria marcada entre eles para que fossem decididos através de votação entre os três o presidente, o relator e o membro da CPI, em seguida ele anunciou os nomes pela proporção de dos partidos apresentou o nome do vereador Firoca pelo (PTB), e Antônio Biloza pelo (PMDB), e aí veio a polêmica.

Tendo os vereadores Jackson, Zito Lopes e Maviael de partidos diferentes, o presidente pediu que os mesmos decidissem entre si quem seria o terceiro membro, Jackson e Maviael expressaram o desejo e o presidente levou pra votação em plenário sendo assim o nome de Maviael rejeitado, em seguida o vereador pediu visto para que fosse votado na próxima sessão, que também foi rejeitado, foi quando se iniciou o bate-boca e todos os vereadores de oposição se retiraram da sessão antes do término e no meio de muita discussão alegando que os situacionistas teriam usado de uma manobra e que não aceitariam a decisão.

A reunião foi encerrada e a próxima está marcada para a próxima quinta-feira, onde sem dúvidas mais uma vez será recheada de muita polêmica, uma vez que os vereadores de oposição disseram que iriam entrar na justiça contra a decisão da presidência. 

Veja no vídeo o momento em que os vereadores se retiram:


Jota Silva / Agreste No Ar / Fotos: Jataúba FM
Compartilhar:
←  Anterior Proxima  → Inicio