Promoção Magazine Luiza e Você

SEU FUTURO COMEÇA AQUI !

SEU FUTURO COMEÇA AQUI !
Aulas durante a semana e aos sábados!

PROMOÇÃO NOVEMBRO AZUL!


Toda Loja em até *10x no Cartão Tel. (81) 3746-1412/98275-4999

Postagem em destaque

Petrobras reduz preços da gasolina e do diesel a partir desta sexta

TEMPO EM JATAÚBA - PE

sábado, 22 de julho de 2017

Recém-nascido é encontrado em cemitério de Campina Grande dentro de saco de lixo

Imagem Ilustrativa


Criança estava com uma corda no pescoço e restos de placenta.

Um menino recém-nascido foi encontrado dentro de um saco de lixo no Cemitério São José, no bairro José Pinheiro, em Campina Grande, na manhã deste sábado (22). Após ser abandonado no local, o bebê foi levado pelo Corpo de Bombeiros para o Instituto de Saúde Elpídio de Almeida (Isea).

Segundo o Corpo de Bombeiros, a criança estava com hipotermia, quando a temperatura do corpo fica abaixo de 35 ºC por causa do frio, prejudicando o funcionamento dos órgãos. O menino estava com restos de placenta e foi encontrado por um homem, que gritou pedindo ajuda.

A estudante Ivania Maria da Silva, que passava na hora, ouviu e tentou ajudá-lo. "Eu e uma senhora passamos pelo outro lado da pista e foi quando ele pegou a sacola onde tava o bebê e passou por uma brecha no portão. Aí foi que a gente viu que era uma criança", contou.

A criança estava dentro do saco de lixo, com uma corda enrolada no pescoço, perto de um portão lateral do cemitério. "O saco estava fechado, era um saco preto de lixo e a corda estava amarrada no pescoço da criança. Ela estava quieta, a gente via que ela estava viva, não chorava mais", informou a estudante.

Os moradores chamaram o Corpo de Bombeiros. "Era um recém-nascido, estava com a placenta ainda. A gente envolveu a criança numa manta térmica, pois apresentava um pouco de hipotermia", disse a soldado Maria Agda, que participou do resgate.

A criança, que tem 2,920 quilos e 45 centímetros, foi levada para o Instituto de Saúde Elpídio de Almeida (Iesa) e passou por procedimentos de emergência. Ela está internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e apresenta dificuldades para respirar, com quadro de saúde de moderado a grave.

Os médicos informaram ainda que vão verificar se o menino não teve alguma infecção. Quando tiver alta, o bebê será encaminhado para uma Unidade de Acolhimento da Secretaria Municipal de Assistência Social de Campina Grande.



G1 PB
Fotos reprodução TV Paraíba
Compartilhar:
←  Anterior Proxima  → Inicio