Promoção Magazine Luiza e Você

SEU FUTURO COMEÇA AQUI !

SEU FUTURO COMEÇA AQUI !
Aulas durante a semana e aos sábados!

PROMOÇÃO NOVEMBRO AZUL!

REDE SKY! APOIO NA TRANSMISSÃO FESTA DE SÃO SEBASTIÃO 2018

REDE SKY! APOIO NA TRANSMISSÃO FESTA DE SÃO SEBASTIÃO 2018
APOIO NA TRANSMISSÃO FESTA DE SÃO SEBASTIÃO 2018 EM FULL-HD

TEMPO EM JATAÚBA - PE

terça-feira, 11 de julho de 2017

ANA VAI LIBERAR IRRIGAÇÃO COM ÁGUA DA TRANSPOSIÇÃO E FIM DE RACIONAMENTO EM 19 CIDADES



Imagem relacionada

Uma resolução da "Agência Nacional da Águas (ANA) vai autorizar que agricultores usem a água da transposição do Rio São Francisco para irrigação na Paraíba e também vai liberar que a Companhia de Águas e Esgotos da Paraíba (Cagepa) finalize o racionamento de água em Campina Grande e outras 18 cidades". A nova resolução deve ser divulgada ainda este mês de julho e entra em vigor a partir da data de publicação.
 
As novas normas da resolução que vai ser publicada foram discutidas e decididas durante uma reunião realizada na última sexta-feira (7), na cidade de Boqueirão, entre a ANA, Cagepa, Agência Executiva de Gestão das Águas da Paraíba (Aesa) e Ministério Público da Paraíba (MPPB), além de agricultores da região.
 
Na reunião, a proposta apresentada foi de que a resolução vai beneficiar mil agricultores para a prática de irrigação para agricultura familiar, na qual cada família de agricultores vai pode plantar e irrigar até meio hectare. O modelo de irrigação liberado vai ser limitado às técnicas de gotejamento e microaspersão.
 
Os órgãos também vão ficar responsáveis por controlar o uso da água na irrigação e, para isso, serão instaladas bombas no trecho do Rio Paraíba entre Monteiro e o açude Epitácio Pessoa, conhecido como açude de Boqueirão, onde a irrigação vai ser autorizada.
 
Um detalhe destacado na reunião é que esta medida vai servir no máximo até 28 de março de 2017, quando termina a fase chamada de pré-operação do Rio São Francisco, ou seja, enquanto não é cobrada taxa pelo uso das águas transpostas. Depois disso, a irrigação vai depender de uma nova resolução.
 
Racionamento

Ainda na reunião, foi feito um acordo para que a ANA libere, através da resolução, que a Cagepa possa retirar uma média mensal de até 1.300 litros de água por segundo do açude de Boqueirão. Essa vazão é suficiente para que seja encerrado o racionamento de água em Campina Grande e outras 18 cidades do Agreste paraibano.
 
Com a resolução publicada, a Cagepa vai poder encerrar o racionamento assim que o açude de Boqueirão sair do volume morto, ou seja, quando ele chegar a no mínimo 8,2% da capacidade total. A companhia estima que o açude saia do volume morto até o dia 1º de agosto deste ano.



ASCOM - CAGEPA - ANA

Blog do Alberto Barbosa







Compartilhar:
←  Anterior Proxima  → Inicio