Promoção Magazine Luiza e Você

SEU FUTURO COMEÇA AQUI !

SEU FUTURO COMEÇA AQUI !
Aulas durante a semana e aos sábados!

PROMOÇÃO NOVEMBRO AZUL!

REDE SKY! APOIO NA TRANSMISSÃO FESTA DE SÃO SEBASTIÃO 2018

REDE SKY! APOIO NA TRANSMISSÃO FESTA DE SÃO SEBASTIÃO 2018
APOIO NA TRANSMISSÃO FESTA DE SÃO SEBASTIÃO 2018 EM FULL-HD

Postagem em destaque

PREPARE-SE! GRANDE PROMOÇÃO DA REDE FÁCIL ALCÂNTARA JATAÚBA

TEMPO EM JATAÚBA - PE

quarta-feira, 31 de maio de 2017

TEMER VAI LIBERAR 20,5 MILHÕES PARA PERNAMBUCO, POR CAUSA DOS ESTRAGOS DAS FORTES CHUVAS

Governador Paulo Câmara se reuniu com o ministro Helder Barbalho
Governador Paulo Câmara se reuniu com o ministro Helder Barbalho



O governador Paulo Câmara se reuniu nesta terça-feira (30) com o ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, que informou que o Governo Federal publicará, na edição desta quarta-feira (31) do Diário Oficial da União, a homologação dos pedidos de emergência nos Estados de Pernambuco e Alagoas, que foram atingidos pelas fortes chuvas que caíram durante o fim de semana. Na reunião, Paulo Câmara pediu de R$ 20,5 milhões para liberação imediata, para as ações emergenciais.
Durante o encontro ficou acordado que será feito um levantamento sobre as quatro barragens da Zona da Mata Sul – Panelas II, Gatos, Igarapeba e Barra de Guabiraba – cujas obras não foram concluídas.
Além disso, entrarão no pacote proposto pelo por Paulo Câmara três novas barragens importantes para o Estado, uma no Agreste, Barragem de São Bento do Una, e duas na Região Metropolitana, a do Engenho Pereira e do Engenho Maranhão, que haviam sido incluídas na Emenda de Bancada de 2016 e não tinham sido empenhadas.
"Entregamos todo o nosso plano de trabalho das ações emergenciais e o ministro Hélder se prontificou a agilizar o processo de liberação de recursos no Ministério da Integração Nacional", pontuou Paulo Câmara.
Ao término desse trabalho, Paulo Câmara e o ministro Hélder levarão o planejamento para retomada das obras ao presidente Michel Temer. O cálculo preliminar do Ministério da Integração Nacional é que as obras deverão custar entre R$ 500 milhões e R$ 600 milhões para serem concluídas.
"É importante a população de Pernambuco saber que estamos trabalhando juntos, Governo do Estado e Governo Federal, para que, de maneira muito ágil, devolver a normalidade às cidades, colocando os serviços públicos para funcionar", destacou Paulo.

FOLHA PE
Compartilhar:
←  Anterior Proxima  → Inicio