Promoção Magazine Luiza e Você

SEU FUTURO COMEÇA AQUI !

SEU FUTURO COMEÇA AQUI !
Aulas durante a semana e aos sábados!

REDE SKY! APOIO NA TRANSMISSÃO FESTA DE SÃO SEBASTIÃO 2018

REDE SKY! APOIO NA TRANSMISSÃO FESTA DE SÃO SEBASTIÃO 2018
APOIO NA TRANSMISSÃO FESTA DE SÃO SEBASTIÃO 2018 EM FULL-HD

TEMPO EM JATAÚBA - PE

sábado, 28 de janeiro de 2017

TRANSPOSIÇÃO: PARAÍBA FINALIZA OBRAS PARA LIBERAR CHEGADA DAS ÁGUAS DO RIO SÃO FRANCISCO


O Governo do Estado prepara a casa para receber as águas do Rio São Francisco previstas para chegar ao solo paraibano no mês de março. Para isso, vem realizando obras complementares da transposição que incluem a construção de canais, adutoras e sistemas de esgotamento sanitário, com destaque para o Canal Acauã-Araçagi, realizada em parceria com o Governo federal, cuja primeira etapa está praticamente pronta. Além disso, "já foi concluída a limpeza do leito do Rio Paraíba, no trecho entre a Barragem de São José e Poções", e "até a chegada das águas no estado, o trecho entre Poções e o açude de Boqueirão, que abastece Campina Grande, deverá estar pronto".
Durante "audiência quarta-feira (25), em Brasília, o ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, confirmou ao governador Ricardo Coutinho que as águas da transposição do Rio São Francisco chegarão ao município de Monteiro no próximo mês de março". Ele anunciou ainda que na próxima segunda-feira (30) fará nova visita às obras na Paraíba e em Pernambuco.
As "águas da transposição do Rio São Francisco chegarão em março na Paraíba pelo Eixo Leste, por meio do Canal das Vertentes Litorâneas (Acauã-Araçagi), considerada a maior e mais importante obra hídrica da história da Paraíba". A obra tem orçamento de R$ 1 bilhão e vai beneficiar mais de 600 mil habitantes de 38 municípios paraibanos, incluindo irrigação de 16 mil hectares. Dividida em três lotes, a primeira etapa, com 40 km de extensão, tem mais de 90 por cento concluída e vai ficar pronta até março para atender os municípios de Itatuba, Mogeiro, Itabaiana e São José dos Ramos.
Já o Sistema Adutor da Borborema, projeto em fase de elaboração, pretende expandir a eficiência da transposição no Estado e vai beneficiar toda a rede de adutoras do Cariri e Curimataú. Com o objetivo de levar segurança hídrica a 43 municípios paraibanos e a uma população estimada em 247 mil habitantes, o sistema a ser implantado na cidade de Monteiro, compreende uma rede adutora de 750 km de extensão.
Entre outras obras que o Governo do Estado vem realizando para receber as águas da transposição do rio São Francisco estão em andamento as do esgotamento em 11 municípios: Belém de Brejo do Cruz, Coremas, São Bento, São José de Piranhas, Cabaceiras, Caraúbas, Coxixola, Livramento, São José dos Cordeiros, Serra Branca e Taperoá. As obras estão sob a responsabilidade da Secretaria de Estado da Infraestrutura, dos Recursos Hídricos, do Meio Ambiente e da Ciência e Tecnologia (Seirhmact),
Totalizando mais de R$ 76 milhões em investimentos provenientes do PAC/ Funasa, os esgotamentos sanitários são importantes para garantir a qualidade da água que chegará aos municípios de forma segura para o uso e o consumo da população beneficiada.
Mais nove cidades também receberão obras do Governo do Estado para receber as águas provenientes da transposição do Rio São Francisco: Boqueirão, Juazeirinho, Aparecida, São João do Cariri, São Domingos do Cariri, Santo André, Poço José de Moura e São Domingos de Pombal e São Francisco.
MaisPB com Secom-PB
Compartilhar:
←  Anterior Proxima  → Inicio