Promoção Magazine Luiza e Você

SEU FUTURO COMEÇA AQUI !

SEU FUTURO COMEÇA AQUI !
Aulas durante a semana e aos sábados!

REDE SKY! APOIO NA TRANSMISSÃO FESTA DE SÃO SEBASTIÃO 2018

REDE SKY! APOIO NA TRANSMISSÃO FESTA DE SÃO SEBASTIÃO 2018
APOIO NA TRANSMISSÃO FESTA DE SÃO SEBASTIÃO 2018 EM FULL-HD

TEMPO EM JATAÚBA - PE

sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

POLÍCIA FEDERAL DE PERNAMBUCO REALIZA A PRISÃO DO PRINCIPAL LÍDER DE UMA QUADRILHA INTERESTADUAL DE CLONAGEM DE CARTÃO DE CRÉDITO DENTRO DA OPERAÇÃO CARTÃO VERMELHO.



A Polícia Federal em Pernambuco, através do Grupo de Repressão a Crimes Cibernéticos-GRCC,  prendeu na manhã de ontem, 12/01/2016, por volta das 6h, da manhã, em ANTONIO BARROS DE OLIVEIRA, (ou EDER LOPES DA SILVA JUNIOR ou ainda BONIFÁCIO DA SILVA JÚNIOR), 47 anos (possui 3 datas de nascimento 04/04/1970, 02/03/1971 e 01/10/1974), casado, comerciante, natural de Afonso Bezerra-RN (possui 3 naturalidades Natal/RN, Betânia/PE e Vertentes/PE) e residente em Nova Parnamirim-RN e também no bairro do Janga em Paulista/PE onde foi feita sua captura. 




A prisão se deu por força de Mandado de Prisão Preventiva expedido pela 36ª Vara da Seção Judiciária de Pernambuco pelos crimes de estelionato contra órgão público e associação criminosa. Devido ao alto grau de periculosidade do suspeito sua prisão teve que ser feita com o apoio de grupos táticos da Polícia Federal-(GPI-Grupo de Pronta Intervenção e NEPOM-Núcleo Especial de Polícia Marítima). No momento da abordagem rápida e eficaz o suspeito foi contido pelos federais numa residência no bairro do Janga e não esbouçou qualquer tipo de resistência.




Ao serem feitas buscas no interior do imóvel onde estava residindo foram encontrados: R$ 4 mil reais, 4 cartões de crédito possivelmente clonados, 8 chaves mestras para abrir portas, 1 notebook, 2 pen drive, 1 telefone celular, 1 impressora, 1 monitor, 12 roteadores de internet, 5 caixas de transmissores de sinal de celular para tv, além de um veículo Hilux, cor prata e placas OHB-5460(clonadas de um outro automóvel Volkswagen gol, vermelho de Maceió/AL). Num dos objetos apreendidos havia uma chave com um endereço de um apartamento em Boa Viagem/PE onde os policiais federais se dirigiram até o imóvel.





Lá chegando foram recebidos por um casal, proprietários do apartamento, os quais confirmaram que no dia 26/12/2016, às 19h, foram vítimas de um assalto executado por dois homens armados, quando estavam retirando dinheiro num banco privado perto de sua residência. 
Na ocasião os bandidos levaram seu veículo Honda Civic, documentos, dinheiro e seus pertences. 

Trazidos para a Polícia federal, o casal reconheceu o preso, através de registro fotográfico como sendo um dos bandidos que os assaltaram, bem como o veículo Hilux como sendo idêntico ao utilizado pelos criminosos no dia do assalto.




Terminado os trabalhos investigativos e tendo sido arrecadado todo o material, o preso recebeu voz de prisão pelo cumprimento de mandado judicial em seu desfavor e em seguida foi levado para a sede da Polícia Federal no Cais do Apolo-Recife/PE, onde, após ter sido informado dos seus direitos e garantias constitucionais acabou sendo indiciado pelo crime contido nos artigos 171, § 3º e 288 do Código Penal – (estelionato contra órgão público e associação criminosa), e caso seja condenado poderá pegar penas que variam de 1 a 8 anos de reclusão! Após a autuação, o preso realizou Exame de Corpo de Delito no IML - Instituto de Medicina Legal e em seguida foi encaminhado para a audiência de custódia, cuja prisão preventiva foi confirmada, sendo levado para o COTEL-Centro de Observação e Triagem Professor Everardo Luna onde ficará à disposição da Justiça Federal/PE. 
Em seu interrogatório o preso usou do seu direito constitucional de só falar em juízo não dando detalhes sobre sua participação criminosa nos seus vários delitos. 

FICHA CRIMINAL DO PRESO É EXTENSA: já foi preso por diversas vezes pelo crime de estelionato no ano de 2010 e condenado há 1 ano e 4 meses por roubo -  ambos os crimes cometidos no Rio Grande Norte. Em 2011, 2014 e 2015 foi preso pela Polícia Civil/PE em uma das ocasiões estava comprando 14 garrafas de whisky utilizando cartão clonado num supermercado da Avenida Rosa e Silva e condenado a 3 anos e 6 meses de reclusão. 
Por fim, como estava cumprindo pena no regime semi-aberto, tanto em Natal como em Recife resolveu não cumprir tais restrições encontrando-se foragido da Justiça.

RELEMBRE A OPERAÇÃO CARTÃO VERMELHO:
A Polícia Federal em Pernambuco deflagrou no dia 09/06/2016 a “Operação Cartão Vermelho”, visando desarticular uma quadrilha interestadual de clonagem de cartão de crédito, com prejuízos para a Caixa Econômica Federal na ordem de R$ 600.000,00 (seiscentos mil reais) entre os anos de 2013 e 2014. Ao todo 30 (trinta) policiais federais foram distribuídos em 05 (cinco) equipes e deram cumprimento na época a 06 (seis) intimações nos bairros de Paulista/PE, Olinda/PE, Pau Amarelo/PE e Janga/PE e 01 (um) mandado de prisão condenatória no Bairro de Conceição em Paulista/PE.  

As investigações tiveram início no ano de 2014, a partir de uma informação enviada à Polícia Federal contendo relatos de uma empresa prestadora de serviço da Caixa Econômica Federal que gerenciava cartões de crédito e que estava tendo uma grande incidência de clonagem de cartões de crédito na região metropolitana do Recife/PE. Foram empreendidas diligências policiais em alguns estabelecimentos comerciais onde teriam sido utilizados os cartões fraudulentos que facilitaram a identificação de alguns suspeitos que seriam integrantes de uma mesma família. Na época ANTONIO BARROS DE OLIVEIRA não havia sido localizado.




Do Agreste em Alerta
Compartilhar:
←  Anterior Proxima  → Inicio