Promoção Magazine Luiza e Você

VESTIBULAR - INSCRIÇÕES ABERTAS

VESTIBULAR  - INSCRIÇÕES ABERTAS
FACULDADE DO CARIRI

PREVINA-SE!

PREVINA-SE!
NOSSO BLOG APOIA ESSA CAUSA

GRANDE FEIRÃO REDE FÁCIL CONSTRUÇÃO JATAÚBA

GRANDE FEIRÃO REDE FÁCIL CONSTRUÇÃO JATAÚBA
PROMOÇÃO FEIRÃO

REDE SKY

REDE SKY
PARCERIA NOS EVENTOS

SEU FUTURO COMEÇA AQUI !

SEU FUTURO COMEÇA AQUI !
Aulas durante a semana e aos sábados!

TEMPO EM JATAÚBA - PE

sexta-feira, 9 de setembro de 2016

“O povo de Jataúba não se decepcionará comigo”, diz candidato Fábio Mamão

Eleito vereador mais bem votado de sua coligação, em 1996, presidente da Câmara de Vereadores de Jataúba pelos dois anos seguintes, Fábio Mamão (PTB) foi reeleito em 2000 para o poder legislativo local, e busca uma eleição para prefeitura municipal desde 2004.
Em seu currículo eleitoral, soma também três derrotas consecutivas para o cargo de prefeito. Considerada a eleição mais dramática, em 2012, ficou fora por uma diferença de 148 votos.
O petebista foi o segundo entrevistado do município, na série da Radio Polo FM, nesta quinta-feira (08).
Confira os principais pontos:
Não repetir erros do passado
O petebista considera que um dos principais erros, do grupo, em campanhas passadas foi a falta de apoio na Zona Rural e afirma que este problema foi resolvido para o pleito que se aproxima. Fábio Mamão ainda questionou colocações do candidato e ex-aliado, Chico de Irineu (PTN), que afirmou que ‘a maior responsabilidade nas derrotas foi do candidato e não do grupo’.
“Interessante que quando é algo negativo, a culpa é de um só, mas quando é algo positivo é de todos”, disse complementando que tudo que realiza é em grupo e no plural.
O candidato fez uma avaliação sobre as vezes em que não conseguiu êxito.
“Eu nunca perdi nada. Acredito que a perca é da população, por que se Mamão tivesse sido eleito em 2008 e 2012, Jataúba já teria um bloco cirúrgico. Talvez, também já tivéssemos o polo de confecção da calcinha da cueca, por que não?”, questiona.
Palavra dada
Mamão confirmou que Chico de Irineu (PTN) lhe ofereceu uma proposta para tentar uma união do grupo de oposição, no entanto garante que já tinha dado sua palavra para definir candidato a vice.
“Quando ele disse que desistia da candidatura, eu segui, não podia parar”, disse e completou mais à frente “Depois, já existia um acordo e não dá para fazer um acordo quebrando outro”.
Segundo o petebista, o encontro de ambos foi marcado por apoiadores dos dois projetos e envolveria a mudança na chapa, porém a vaga estava com o DEM.
Na oportunidade, não teve resultados, mas Mamão assegura que está de ‘braços abertos’.
“Até o dia da eleição, se for necessário. Meu objetivo é retirar um prefeito que o povo não aguenta mais. Na hora que Chico quiser juntar, estamos de braços abertos”, falou.
Economia
Como propostas essenciais para aumentar o poder aquisitivo dos munícipes, o candidato pretende, sendo eleito, construir um polo de confecções. “O Polo da Cueca e da Calcinha” é visto como algo erro real e possível, pelo petebista.
“Seria um Polo da calcinha e cueca, com box , mais ou menos parecido com o Moda Center. Com 1.200 ou 1.400 boxes e lojas”, explica.
De acordo com ele, o município está localizado em ponto estratégico, após conclusão de rodovias.
“A PE-160, ligando Jataúba à Paraíba, e do Congo até a divisa, fez com que Jataúba fosse um dos maiores eixos rodoviários do Agreste. Nossa intenção é proporcionar a independência econômica da cidade”, diz.
O espaço para construção seria o antigo matadouro local, às margens da rodovia.

Para o homem do campo

Já na área de agricultura, o candidato revela que tem planos semelhantes aos que, segundo ele, são sucessos em cidades próximas.

“O ‘seguro safra’ hoje paga R$ 170,00 em parceria com o governo federal, onde o município paga 10% do valor. Se cadastrar 2 mil agricultores, ao longo de um ano, tem uma despesa de R$ 136 mil. E isso Jataúba nunca teve”, critica.

O programa citado, existe, de acordo com ele, em cidades próximas do estado da Paraíba. Para Mamão falta apresentação de projetos de interesse que beneficiem os agricultores locais. Entre suas propostas ainda está a compra de tratores. Os equipamentos poderiam ser conquistados através do governo federal ou mesmo com recursos próprios.

Saúde e segurança

Como medidas prioritárias para segurança, Mamão cita a criação da Guarda Municipal, o aumento no número de Câmeras de Monitoramento e integração com a Polícia Militar.

“Vamos colocar câmeras em ruas estratégicas. Será um trabalho feito em parceria”, diz.

Para ele, organização é fator preponderante para o implemento de novas ações nessas áreas. Para Saúde, ele garante em seu plano de governo, um bloco cirúrgico e a oferta de várias especialidades no ambulatório médico local.

“A Implantação de um bloco é um desafio, mas de suma importância. Um desafio pra gente hoje que passa por situações lamentáveis. Pessoas fazendo empréstimos, vendendo bens, para fazer cirurgia”, diz.

Citando o ex-governador Eduardo Campos, Mamão considera que os recursos são possíveis através de bons projetos, enviados para os ministérios competentes de cada área.

Confira a entrevista completa:

Informações Ney Lima
Compartilhar:
←  Anterior Proxima  → Inicio