Promoção Magazine Luiza e Você

VESTIBULAR - INSCRIÇÕES ABERTAS

VESTIBULAR  - INSCRIÇÕES ABERTAS
FACULDADE DO CARIRI

PREVINA-SE!

PREVINA-SE!
NOSSO BLOG APOIA ESSA CAUSA

GRANDE FEIRÃO REDE FÁCIL CONSTRUÇÃO JATAÚBA

GRANDE FEIRÃO REDE FÁCIL CONSTRUÇÃO JATAÚBA
PROMOÇÃO FEIRÃO

REDE SKY

REDE SKY
PARCERIA NOS EVENTOS

SEU FUTURO COMEÇA AQUI !

SEU FUTURO COMEÇA AQUI !
Aulas durante a semana e aos sábados!

TEMPO EM JATAÚBA - PE

quinta-feira, 25 de agosto de 2016

VAI A 247 O Nº DE MORTOS APÓS FORTE TERREMOTO NA ITÁLIA

Número de mortos não é definitivo e pode aumentar.
Equipes de resgate seguem buscando por sobreviventes



Bombeiro trabalha nas ruínas de uma casa que desmoronou após o terremoto em Amatrice, na Itália, na quarta (24) (Foto: Reuters/Stefano Rellandini)Bombeiro trabalha nas ruínas de uma casa que desmoronou após o terremoto em Amatrice, na Itália, na quarta (24) (Foto: Reuters/Stefano Rellandini)









O "número de mortos após o forte terremoto que atingiu a região central da Itália na quarta-feira (24) subiu para 247, informou a Defesa Civil nesta quinta (25), 27 horas após o tremor". O último balanço aponta ainda que 350 ficaram feridos e centenas seguem desaparecidos.
O tremor matou, por enquanto, 190 na província de Rieti e 57 na província de Ascoli.
As buscas por "sobreviventes não tem previsão de interrupção durante a madrugada, segundo as autoridades". Escavadeiras estão sendo usadas nos maiores desmoronamentos, mas em diversos pontos bombeiros e socorristas usam as próprias mãos para retirar escombros e tentar alcançar vítimas.
Na "Cidade de Accumoli, cerca de 150 sobreviventes passaram a primeira noite após o terremoto em um abrigo improvisado em um parque público, onde voluntários também estavam recebendo doações". O município fica no alto de uma colina e sofreu graves danos, com o desabamento de várias casas e rachaduras nas ruas. Sem luz, os moradores também foram obrigados a enfrentar baixas temperaturas durante a madrugada.
Terremotos 
A Itália é um dos países com maior atividade sísmica na Europa, devido a sua posição entre duas falhas geológicas. Em 2009, um terremoto de magnitude 6,3 na cidade de Áquila deixou mais de 300 mortos. O tremor mais letal no país desde o início do século 20 ocorreu em 1908, com estimativa de 95 mil mortos.
G1 
Compartilhar:
←  Anterior Proxima  → Inicio