Promoção Magazine Luiza e Você

REDE FÁCIL CONSTRUÇÃO JATAÚBA

REDE FÁCIL CONSTRUÇÃO JATAÚBA
1° FEIRÃO DO ANO

SEU FUTURO COMEÇA AQUI !

SEU FUTURO COMEÇA AQUI !
Aulas durante a semana e aos sábados!

APOIO: REDE SKY

APOIO: REDE SKY
PARCERIA NOS EVENTOS

TEMPO EM JATAÚBA - PE

domingo, 21 de agosto de 2016

MP pede impugnação das candidaturas de Toinho do Pará, Aguinaldo Xavier, Clodoaldo e Maria Conceição

Impugnação


Dois registros de candidaturas a vereadores, uma de prefeito e uma de vice-prefeito estão sendo contestados em Santa Cruz do Capibaribe. Na tarde deste domingo (21), o Blog do Ney Lima obteve informações com absoluta exclusividade sobre os pedidos de impugnações feitos pelo Ministério Público Eleitoral, através da promotora Isabelle Barreto de Almeida.



As ações recaem sobre os candidatos a vereador Toinho do Pará (PSB) e Aguinaldo Xavier (PHS), o candidato a prefeito Clodoaldo Barros (PMN) e a candidata à vice-prefeita pela mesma chapa, Maria da Conceição (PMN).



De acordo com o Ministério Público, o candidato a vereador pelo PSB, Toinho do Pará, estaria inelegível por ter tido suas prestações de contas relacionadas ao exercício financeiro de 2010, época em que Toinho era prefeito, rejeitadas pelo Tribunal de Contas do Estado. A condenação foi confirmada pela Câmara de Veradores em abril de 2015.



Na época, o TCE imputou a Toinho um débito no montante de R$ 551.827,00, solidariamente com o Escritório de Advocacia Bernardo Vidal Consultoria Ltda., acusado de ter feito contrato fraudulento com a Prefeitura de Santa Cruz.



Já o ex-vereador Aguinaldo Xavier (PHS), que pretende conquistar um novo mandato nestas eleições, é cunhado do atual prefeito Edson Vieira (PSDB), o que impossibilitaria a candidatura a vereador conforme previsto na legislação eleitoral.



O Ministério Público aponta também que o candidato a prefeito Clodoaldo Barros (PMN) e a sua candidata a vice Maria da Conceição (PMN) teriam irregularidades na filiação partidária, o que impossibilitaria a candidatura.



Os candidatos ainda não foram notificados pela Justiça Eleitoral e deverão apresentar defesa num prazo de cinco dias, contados a partir da notificação.



O juiz eleitoral Diego Vieira Lima deverá decidir nos próximos dias sobre a cassação ou não dos registros das candidaturas.

Do Blog Ney Lima
Compartilhar:
←  Anterior Proxima  → Inicio